quinta-feira, dezembro 02, 2010

O "LIMPA-NEVES" AMARELO.


                                  O resultado do trabalho do "Limpa-Neves Amarelo"
 
     Estádio Ernst Happel (ex-Prater), hoje:

                        LIGA EUROPA

         RÁPID DE VIENA, 1 - mui nobre e invicto  FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 3
                                                                                  (Radamel FALCAO, 3)

         "Sinfonia na Neve" é o nome da valsa tocada esta noite em Viena, a cidade da música e da arte, onde nasceu a inspirada valsa "Danúbio Azul", a obra-prima de Johann Strauss, executada por catorze artistas excepcionais dirigidos pelo Maestro André Villas-Boas!


Um Prater (Ernst Happel) que não esperava.


         O mítico Prater, transfigurado em cenário de celestial beleza na densa neve que sobre ele descia para receber o clube que ali tão feliz fora em 1987, foi de novo palco de uma jornada que há-de perdorar por muitos e longos anos na memória dos portistas, com toda a justiça do mundo.

         Esta, foi uma noite singular. Nem igual a Tóquio, nem semelhante ao da "Vitória Maior". É a partida da "Sinfonia na Neve", de Viena de Áustria. Só num pormenor resiste às comparações que se queiram fazer: a impressionante vontade da EQUIPA EM VENCER ESTE JOGO.

         Ouvi, antes do início da partida, Rabat Madjer a lembrar isso aos actuais soldados do exército azul. E eles responderam, honrando os seus inspiradores que ali estavam para os ver vencer.
                                       O capitão e a laranja fresca.
                                       Ai, meu Brasil brasileiro!

         FALCAO, com três golos fica na epopeia desta noite como o argelino se imortalizou há 23 anos. Exibição luxuosamente amoral, uma entrega a rondar a obscenidade a uma velocidade de alce no seu habitat. Saudades da sua Sierra Nevada de Santa Marta? Hulk já não surpreende, e vai provocar mais insónias aos tesoureiros dos maiores...Guarin, Guarin, por que jogas assim em pisos tão estranhos p'ra mim? E, tu, Sapanuru, que até não foste caro, mas podes valer bom "tutu". O Messinho, pequenino, vai juntando o seu milhinho p'ra quando for crescidinho. Já agora o Micael, a cumpri bem seu papel, e fazer ver ao Varela que não desperdice tanto mel. E o Fucile, "meia-leca", depois, o Bellushi careca que, entretanto, foi entrando para dar folga ao Rolando e deixar de ir à frente, atacando.? Já Otamendi, na luta, depois de tanta disputa, confiava que o Ukra, ao ver o tempo tão fresco, pudesse pescar uma truta para por mais uma no cesto. Só o Fernando, coitado e infeliz, porque estivesse tocado ao jogo torceu o nariz. E nem disse adeus ao Helton, que perante tanta brandura, estranhou a travessura  que o austríaco lhe preparou e lá pr'ra dentro a mandou.
                                      Fernando, não aqueceu, mesmo!


                                  O "21" jogou como se estivesse na Roménia, ali ao lado.
 Otamendi, o bravo "Homem das Neves".


            Venham a mim, companheiros!

          Escarnecendo da imaturidade que advém da sua situação de pai de família com dois filhos e a sua folha quase branca do curriculo de perito em estatística informática, o treinador que tem o prazer de se sentar na cadeira com que um dia sonhou, prossegue na caminhada triunfal de 22 dois jogos sem conhecer a derrota, o que não deixa de ser um verdadeiro desassossego para os que não apreciam imaturas criaturas de barba ruiva, com sangue azul.

                    Já aí vou, laranjinha linda. Vou por-te no sítio.
                         Já está!


          O que teria sido o jogo desta noite se tivesse tido a dirigi-lo (qualquer) um árbitro português?

          Nunca o saberemos, mas podemos imaginar...

                                     AGORA, A GALERIA, PARA A HISTÓRIA.

                                      Otamendi.

                                      Ao ataque, na "minha" baliza!
                                       Sai Rúben, entra Bellushi.


                                      Aqui está ele, o Bellushi.
                                   P'ra próxima compra-as de São João da Madeira.
                                                João Messinho
                                         Vai ser golo! (aqui não)
                                   Passa lá o bilhete, que o combóio (Hulk), foi travado.
                                      "Noite de núpcias (?)" num colchão de neve.
                                        É pá, pareces um "puto". Senta-te, carago!
 
                                     Bem, não precisas correr senão, não te apanho.
         

        
        



        

         


   

        

        

        
    

15 comentários:

  1. Grande sequência fotográfica.

    Mais uma grande jornada, mais uma para a História, para recordar pelos tempos além. O nosso Porto é capaz de cometimentos assim. Juntando numa evocação, com a homenagem aos Homens de Viena, uma revivalista epopeia como a de Tóquio, sobre neve.
    Só não se entende como conseguiram limpar o gelo da grande área e não no resto, mas o que não sabiam os austríacos é que o F C Porto se supera nestas ocasiões supremas... Mais uma grande alegria, com tão grande vitória que confirmou o 1º lugar e manteve a invencibilidade.

    Lamentável que o site do Sapo / Notícias / Desporto muito depois do fim do jogo ainda só tivesse colocado o resultado ao intervalo - o que para quem não pode assistir e se lembra de passar por ali, é revoltante... Isto é só um exemplo do falso patriotismo e clubite que anda por aí... embora tenha dado para ficar a conhecer e seja mais um sítio que se deixa de consultar, com gente assim.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Caro Remígio
    Se eu fosse o meu amigo mandava para a querida rtp1, a sua excelente reportagem sobre o jogo em epígrafe.
    Parece surreal-mas não é- que a estação oficial e paga pelos contribuintes,uma hora após o jogo apenas tenha para nos "dar" (?!) o resultado e em pano de fundo os emblemas dos respectivos intervenientes.PORRA!que é demais, tanto dislate e descriminação! A Sad portista,NESTA SITUAÇÃO, é que deveria vir DENUNCIAR estas manobras indecorosas e repelentes desses daniéis instaladas e a viver à pala dos nossos impostos...
    Não há pachorra para tanta merdice!
    Abraço amigo
    João Carreira
    N.B.
    Ainda estou a retirar a neve das galochas, de tanta que "acumulei" durante os noventa minutos daquele verdadeira valsa- nocturna no (ex) PRATER.
    MADJER & CIA. foram muito bem homenageados esta noite! Saudações de grande fervor clubista,para eles, e já agora ,PARABÉNS à SAD portista pela lembrança de os levar a VIENA e partilhar com todos NÓS essa "monstruosa" VITÓRIA!
    DRAGÕES,SEMPRE!
    João Carreira
    N.B. (2)
    Gostei do seu prosa-poema... mas não descortino o RAFAEL de que fala...Quem é o personagem?...é dos nossos... amarelos ?

    ResponderEliminar
  3. Quem ganha em condições tão adversas, como estas, merece todos os elogios.

    Esta equipa mostrou a sua raça e demonstrou estar preparada, técnica, física e animicamente para actuar em todo o terreno.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Na neve de Viena como na piscina de Coimbra, o Dragão lança labaredas, deixa-nos orgulhosos e com o ego lá no alto.

    Esta equipa honrou a história e deixou os heróis de Viena, Maio de 1987 e Tóquio, Dezembro do mesmo ano, com a certeza que a marca F.C.Porto está bem, recomenda-se e tem bons continuadores.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. No rescaldo de mais uma noite gloriosa (não confundir com glorioso), aqui está esta, estampada no seu post uma bela colecção de cromos da bola para arquivar no baú das recordações mais felizes.
    Que magnifica jornada do nosso clube e que maravilhosa exibição dos nossos artistas, numa demonstração cabal de que nada que a natureza lhes reserve como dificuldades pode aplacar a sua fome de vitorias.

    ResponderEliminar
  6. armando pinto:
    Um corte súbito de corrente obriga-me a iniciar o comentário quase concluído. Azares...

    Foi, a todos os títulos, uma vitória notável. Gostei da atitude dos jogadores, sobretudo.

    Já não estranho o comportamento dos media. Acho que só na globosfera podemos denunciá-la e combatê-la. Vai ser objecto de um post meu, no Dragão, Sempre!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Caro João:
    Em relação ao tratamento que a C.S. dá ao FC Porto, já pouco me surpreende, tão antigo ele se revela injusto e discriminatório. Penso postar sobre isso, brevemente.

    Com efeito, só mesmo de galochas se poderia enfrentar aquele nevão. Acho que foi um bom agoiro. Foi uma forma bonita de festejar o regresso a um local onde o n/FCP(e eu próprio) foi muito feliz.

    O texto saiu assim expontaneamente. É um brincadeira um tanto patética resultante da euforia do momento.

    O Rafael, até nem jogou, mas ao Micael se antecipou. Este editor é um...estupor.

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  8. fimoze:

    Este Dragão, não ganhou sangue novo com Villas-Boas porque, desde 1893, já é de sangue azul, muito antes do nosso treinador o ter.

    Mas que ele serviu para a transfusão para salvar o doente, lá isso serviu e bem.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  9. Amigo Remigio.

    Grande jogo, quem diria! depois daquela tempestade de neve que foi a primeira parte.
    Formidável noite, de uma equipa que glorifica o passado, confirma o presente e promete o futuro.
    Excelente texto, sentido, vivido e bem humorado...João Messinho...na Mouche...ah,ah,ah

    Ate logo.

    P.S. Voltando do Céu Azul á Terra Vermelha, como sempre, a "NOSSA" RTP 1, noticiou o jogo, sem imagens, sem qualquer pedido de desculpa pelo facto, sem o mínimo destaque e sem um pingo de VERGONHA.
    Claro, não tem o interesse publico, de um discurso do Khadafi dos Pneus nem o impacto social, causado pela mudança de penteado do Nulo Gomes.
    Desculpe, mas este comportamento, de jornaleiros (hooligans de gravata) é na minha opinião, pior, que qualquer arremesso de petardo, maça ou bola de golfe para um campo de futebol.
    Tenho por isso que desabafar,cá vai :

    ............slb,slb,slb...............filhos da p_____.........................slb
    ………..slb.slb.slb…………..filhos da p_____…………………..slbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb

    Bem ajam

    Super Dragões.

    ResponderEliminar
  10. Caro Remígio
    É só "saúde",azia e ... pouca neve o que (não há) lá p'rós lados de - abola.Acabei de ler o post do Vila Pouca e estou 100% de acordo... Os gajos não se enxergam mesmo! P... que os p....!
    Vou deixar de gastar os 80/100,o MST que me desculpe, mas passo a fazer o ficheiro(das crónicas) no disco rígido.Conf. há manifs & greves gerais ,pelo meu lado, vou fazer GREVE GERAL à compra do pasquim...
    Repito e assumo : P...-que-os-p....!
    BFDS
    Abraço amigo
    João Carreira

    ResponderEliminar
  11. Meu caro :

    Poesia tridimensional (dos artistas da bola ,
    do alinhamento fotográfico e das belas palavras do autor)!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. bota quartilho:
    Um jogo assim da parte do Futebol Clube do Porto, nas condições inóspitas em que decorreu, o empenho dos atletas (o que me impressionou sobremaneira, o ter sido disputado no "nosso Estádio" do Prater, os três golos do Falcao, merecia que, do seu resultado final, estivesse em jogo a decisão de um título, como foi o de 87, em Tóquio. Teria sido, nesse caso, um marco bem visível na história do FCP.
    Esta imprensa subserviente e parcial, condicionada por razões económicas mas também políticas, mais tarde ou mais cedo há-de ter que pagar o preço da arbitrariedade deste procedimento. Penso abordar, num próximo poste, este tema.
    Até breve.

    ResponderEliminar
  13. Caro João:

    Estou na linha dos que pensam que os blogers podem contribuir para uma imprensa mais justa e equilibrada, de uma comunicação social que não assuma a defesa de bandeiras de conveniência e trate todos em igualdade, alertando para as frequentes injustiças que cometem, especialmente os órgãos públicos de informação.
    Uma opção dos portistas por jornais que não afrontem a nossa dignidade e direitos, não deixará indiferentes os responsáveis dessas publicações...

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  14. azul dragão:

    Não desfrute. Já percebi com quem estou metido, mas vou "fazer das tripas coração" para conseguir manter-me à tona da água...a mim, que até ando na natação.

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  15. r.m.silva da costa :

    Abraço amigo
    (e boas braçadas).

    ResponderEliminar