sábado, março 26, 2011

FREDDY GOLIN e RADAMEL FUCK ON.









 FREDDY GUARIN E RADAMEL FALCAO, assinaram os dois golos no jogo realizado hoje em Espanha, no qual a Colômbia vendeu o Equador por 2-0.

 Em Leiria, na estreia com a camisola da selecção nacional, SILVESTRE VARELA, fez o golo do empate contra a equipa do Chile.

 Por coincidência, são todos jogadores do Futebol Clube do Porto. Por coincidência, o Futebol Clube do Porto é a equipa da LIGA ZONSAGRES com mais golos marcados. HULK, vai à frente com 20 golos, por coincidência, ele também jogador do Futebol Clube do Porto.

Coincidências àparte, o FUTEBOL CLUBE DO PORTO é líder com 13 pontos de avanço em relação ao segundo classificado, beneficiando ainda do "bónus 5CAZERO" da primeira volta.

Convenhamos: são coincidências a mais.

                            Vejam os vídeos, vejam. Boa noite, e bons sonhos...

OS CINCO VIOLINOS.

  
          No tempo em que os animais falavam e o leão era o incontestado "rei da selva", existiam no Sporting cinco jogadores que haviam de ficar na história do futebol luso como os "cinco violinos": Jesus Correia, Vasques, Peyroteo, Travassos e Albano, o W da táctica de Cândido de Oliveira, formavam um quinteto que executava música sem necessidade de ler a pauta e os concertos e melodiosas peças que executava tinham tal sincronismo e harmonia que um locutor como Alfredo Quadro Raposo, ou outros com a mesma competência, seria capaz de relatar um jogo em que o quinteto actuasse a partir do BAR do estádio José de Alvalade sem precisar de ver o jogo, necessitando apenas que lhe fornecessem o marcador do golo e o minuto em que ocorresse para dar conta aos ouvintes do desenrolar do resultado.

          Os tempos mudaram e, hoje, já não há no solar do velho leão quem saiba tocar violino como outrora, mesmo que Chopin, citado por Santana Lopes, fosse capaz de os fazer vibrar tão divinamente como Mozart conseguiu. Actualmente, pelo barulho que nestes último dias se fez ouvir lá para as bandas do Aeroporto da Portela, só comparável ao das fanfarras das Festas d'Agonia da minha querida Viana do Castelo, foi o bombo o que os cinco (!) candidatos à presidência do Sporting zurziram com toda a força para obterem a vitória, logrando empunhar a batuta da orquestra que, numa reposição actualizada da tragédia ocorrida com o "Titanic", há-de interpretar o "Requiem" do transatlântico leonino.

quarta-feira, março 23, 2011

NÃO RESERBADO.

Aliados-jardim.jpg
ESTA é a nossa casa, não precisa de ReserBa. Só aqui a festa será TOTAL, com milhares de corações a bater como um só. É o lugar mítico dos heróis que vencem por nós desde 1893. É a alma do Porto e do Norte vivida e sentida como só a sua gente sabe viver e sentir.

O FUTEBOL CLUBE DO PORTO É GRANDE!

HOJE, É DIA DE ANIVERSÁRIO.



           Foi há um ano que o DRAGÃO, SEMPRE! abriu pela primeira vez esta página, iniciando uma vida independente e inteiramente distinta do DOLETHES, o blogue onde germinou e ganhou corpo.

           Integrado no espírito de liberdade e cidadania de outros blogues e sítios congéneres que as modernas tecnologias permitem, a criação deste espaço teve como primeira vocação a afirmação do seu responsável como adepto incondicional do Futebol Clube do Porto e a assumpção de uma militância pro-activa que, ao longo de muitos anos e sem quaisquer constrangimentos e em qualquer parte, com total frontalidade, exerci na defesa e divulgação dos feitos desportivos do grande baluarte do desporto português e lídimo representante da região nortenha e do País.

           Tenho procurado que o blogue seja a expressão real das ideias e convicções próprias, sem esconder a minha paixão e fidelidade ao ideal nortenho e portista e o gosto que desde muito jovem tomei pelo desporto em geral e o futebol particularmente. Esforço-me por seguir uma linha de equidade na apreciações e críticas que faço, tendo perfeita noção de que jamais serão consensuais e, por isso, discutíveis. Apesar disso, não abdico de as exprimir, concedendo que possam ser questionadas e rejeitadas, em total liberdade de opinião. Não espero que me considerem imparcial, mas exijo que jamais a minha honestidade seja posta em causa.

           Sem desvirtuar a matriz em que se inspira o DRAGÃO, SEMPRE!, continuarei atento às reacções dos seus visitantes, especialmente dos amigos cujos laços se vão consolidando à medida em que melhor nos vamos conhecendo, pessoalmente ou através dos comentários que me fazem chegar, com vista às alterações que beneficiem a sua qualidade e permitam manter a fidelização e interesse dos visitantes. Continuarei a respeitar o anonimato e a permitir o acesso à publicação de quaisquer opiniões, negando-a drasticamente àqueles que o usam para manifestarem a sua índole incompatível com a sociedade em que não estão preparados para dela serem parte.
 
           Brevemente, darei conhecimento do dia, hora e local da GRANDE FESTA  deste primeiro aniversário. Estão todos convidados!

            DRAGÃO, SEMPRE! 
                       
                                       

segunda-feira, março 21, 2011

GUARIN, SIM!

                                     PORTISTA COMPLETO, por dentro e por fora.

   LIGA ZON SAGRES.
     
          No Estádio-Mais-Belo-da-Europa;
  
          FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 3 - Académica, 1

          Puxo do meu cadernito de apontamentos e leio as notas:
  
          10': Dragão dolente e público paciente.
          20': Na sequência de canto, Hulk, esbanja a primeira;
          30': Porto continua embalado no trinar das guitarras coimbrãs;
          31': Lá está. Falcao e Hulk, continuam o aquecimento, e
                 Addy, "estou aqui" e, 0-1
          35': -É melhor começar a correr mais um pouco, antes que a malta.... terão pensado os jogadores da casa;-

          42,30´e 44,2: Falcao e Hulk, e Peiser, não estavam virados para o golo.
     
                                              A mole imensa do povo portista.
            
            Na segunda parte.
            Porto entra à frente e espera, no relvado, que a Académica acabe o chá, no balneário. - Mau, (não disseram, mas terão pensado, os jogadores do Porto) estes tipos não querem jogar a segunda parte? Já ides ver.
            Prego no fundo e Guarin, ainda mais rápido e forte do que Sarcozy a antecipar-se à ONU e mandar bombas sobre Kaddafi,
           54': aí vai disto, ó Evaristo! 1-1;
           60'; Já não era mau, para aquela altura, mas ainda não chegava. Mais gás, precisa-se. Fernando já não o tinha e João Messinho, chegou ao jogo. cheio dele e, logo,
           62,30'  Maicon, chegando mais rápido e mais alto do que tu, tu e tu, "testou" o 2-1;
                      Assim, sim, dissemos nós (eu, pelo menos);
           67,50´; Gesto improvável e IRRESPONSÁVEL, de HULK: podendo obter golo fácil ou, ainda melhor, permitir que Falcao o fizesse, inventa um trivela como se estivesse no Olival e nem deve ter dado conta do óh,.......................... de quarenta mil de adeptos f........s. com ele!
           70.20´: Varela, egoísta, não cede a Falcao. Falcao, logo a seguir, envia de cabeça a bola à trave e Varela, antes de agradecer o gesto do companheiro, fulmina para o 3-1.
           74´: Sai Varela, entra Rúben;
           80´: Entra Mariano, Hulk foi p'ró banho;
           82': Um passe, a rasgar de Mariano, muito bom. Mas já era o tempo de deixar "correr o tempo"...
           Beto, iniciou a série de campeões de honra. Não teve culpa no golo e esteve bem. Como Fucile, Rolando e Maicon a dar nas vistas mais do que Álvaro; Belluschi, o melhor do jogo a seguir ao Freddy Guarin; Fernando, não era deste jogo e Villas Boas, no momento certo, pôs em seu lugar o estabilizador de jogo que a equipa não tinha tido; Varela, teve muito jogo mas menos acerto e pouca solidariedade com Falcao, tal como Hulk, ontem irritantemente egoísta e esbanjador.
           Só no fim soube que o árbitro se chamava Gralha. Lá, para além da que me pareceu ser a do cartão amarelo a Belluschi, não detectei mais nenhuma (gralha). Aos 2' a bola bateu no braço de Rolando, dentro da área. Vi muito bem o lance. Penalti? Sim, quem viu o jogo de óculos vermelhos...
           Mais logo, em Paços de Ferreira, vão estar os representantes da afamada indústria da Capital do Móvel. Há boas perspectivas de lá saírem com bons contratos para confecção das caixas que os funerais não podem dispensar...

                             Foi num como este que Maicon fez o 2-1
                                 O Estádio-Mais-Belo-da-Europa.
         
            

sábado, março 19, 2011

É, VELHADA, SACUDAM ESSE CÚ, CARAGO!



            Não vos chegou o Inverno, velhos? Levantai esse traseiro preguiçoso do sofá onde há meses seguidos estais a dormir em frente à televisão e vinde abanar o capacete cá para fora até cair para o lado! Ponde aqui os olhos e, depois, dizei-me se não será melhor morrer com saúde do que viver a namorar com a tristeza.

            Abaixo a preguiça! Morte, à morte sentada! Viva a pândega!

            Divirtam-se.

CORREIO AZUL (20)

EQUIPE
       
           1. A SEGUIR, caviar.

           Aviados que já foram para Moscovo os nossos convidados do C.S.K.A, recebidos anteontem no Porto com a gentileza habitual da gente do Norte, com a oferta dum excelente vintage da reserva especial do Dragão, eis que de novo os russos vão estar no Estádio-Mais-Belo-da-Europa (com ífen, é mais patriótico...) com nova embaixada, agora entregue ao SPARTAK, da capital russa.
           Há quem goste do muito de bom possa na Rússia existir, para além da vodka e do caviar. Se da primeira nunca lhe conheci o gosto nem estou virado para isso, falar de caviar é conversa diferente. Não que seja artigo de consumo corrente cá na casa, mas dá para saber que é iguaria que alguns muito apreciam e muitíssimos mais hão-de morrer sem lhe conhecer o paladar...
           Seja como for, com bolinhas pretas ou sem elas, o Dragão está pronto a saciar o seu voraz apetite, podendo os "spartakianos" confiar que não serão menos bem tratados do que os seus compatriotas do C.S.K.A. E, se possível, bem quentinhos que o frio em Moscovo, ao que dizem, é duro de suportar.
Porto Canal
                                2. DRAGÃO NA TV.

            O Dragão entra (finalmente) na TV através do PORTO CANAL, ao assumir maioritarimente o controle daquele canal televisivo de âmbito regional, que emite a partir da cidade do Porto.
            Ao contrário do que acontece em alguns clubes, este não será um órgão exclusivamente votado à vida do Futebol Clube do Porto mas a sua programação preencherá um espaço alargado para as actividades desenvolvidas pelo clube, designadamente transmissões directas em que equipas das diversas modalidades intervenham, incluindo jogos particulares de futebol, mantendo a anterior matriz de difusor dos acontecimentos relacionados com o Norte do País e da região Nortenha.
            Esta é uma parceria que a mim agrada particularmente, considerando estar correcta a opção mais abrangente que se pretende alcançar aliando a implantação e a credibilidade do Clube à região de que é o mais visível e lídimo representante.

            Doravante, PORTO CANAL, POSIÇÃO 13, o FAVORITO.

                                 3. POR QUE SERÁ?

                                     A CNN divulgou através do seu programa especial de desporto, que o Futebol Clube do Porto é a  4ª MELHOR EQUIPA da ACTUALIDADE A NÍVEL MUNDIAL, tendo apenas à sua frente o Barcelona, Real Madrid e Manchester United e, atrás de si, equipas do gabarito de um Bayern de Munique e o Inter, de Milão.
                                     Coisa de somenos, para certa comunicação social, mesquinha e capturada, que teima em manter Portugal como um país de desigualdade e pessimamente esclarecido.

                                  
                                4. ERA O VINHO, MEU BEM, ERA O VINHO...

                                      Veio nos jornais desta semana. Saviola, "el conejo", que na última época fez manchetes diárias e foi o prato mais solicitado pelos cronistas engajados de alguns órgãos dos media e, na actual, tem vindo a arrastar-se pelos relvados mal podendo com o peso das botas, foi "caçado" por um controle de uma brigada da G.N.R., que mediu mais de 1,2 de álcool no sangue quando conduzia o seu automóvel.
                                      Não é um caso que espante por aí além nem único em jogadores seus companheiros de balneário. Se somarmos esta apetência pelo "estimulante" que inibe alguém de pegar num volante e ir para a estrada por em risco a vida dos seus semelhantes, aos frequentes casos de gastrites que ultimamente se têm verificado lá para as bandas do Colombo, é que a "coisa" poderia eventualmente assumir relevância bastante para ser considerada um "case study"...Noutro país e com outra comunicação social.

                                    
  

quinta-feira, março 17, 2011

UM CONTENTAMENTO DESCONTENTE.

Hoje
Dragões confirmam presença nos quartos-de-final

  LIGA EUROPA.


 ,        No Estádio Mais Belo da Europa, hoje:


          FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2 - C.S.K.A., (Moscovo) 1
              (Hulk e Guarin)
          Conjunto das duas mãos: 3-1. Apurado para os 4ºs. de final: FC Porto.

          O Futebol Clube do Porto está nos quartos de final da Liga Europa com inteiro mérito. Quer no jogo da primeira mão em Moscovo como hoje no Dragão a equipa portista foi superior ao seu adversário, tendo obtido duas vitórias.
          Antes de dizer que não estou completamente feliz, e porquê, devo realçar a entrega de todos os jogadores e os seus excelentes desempenhos individuais, factores determinantes para derrotar uma equipa de muitíssimo valor e a praticar excelente futebol. André Villas-Boas, mais uma vez, atento à leitura do que a equipa poderia melhorar, alterou o que precisava de ser mudado e, de novo, com resultados visíveis na qualidade do futebol praticado pela nossa equipa.
          O FC Porto entrou de rompante e foi feliz obtendo dois golos em lances onde menos se esperaria que acontecessem o que, pensava eu, iriam ter repercussão muito positiva daí para a frente na posse de bola e na explanação tranquila de um futebol mais coeso e ligado. Porém, os visitantes, confirmando a qualidade dos seus jogadores e da equipa, não permitiram que isso acontecesse, trocando a bola com muita qualidade e gizando jogadas de muito bom recorte. Valeu, como já referi, a superior exibição individual dos nossos jogadores que, quando se apossavam da bola tentavam, e muitas vezes o conseguiram, levar a equipa forasteira a cometer alguns erros.
          Com Belluschi no miolo o jogo da equipa subiu de qualidade e os lances de ruptura por ele executados vieram melhorar a acutilância  do nosso jogo ofensivo, porém algumas boas ocasiões foram desperdiçadas.
           Todos sabemos que o objectivo primeiro era passar a eliminatória e esse foi alcançado, mesmo que a exibição não fosse de "encher o olho". Sinceramente, depois da folgada margem no marcador, fiquei na expectativa de ver um Futebol Clube do Porto dominador, com  posse de bola substancialmente superior ao seu adversário, que não me pareceu ter acontecido nesta partida.

           Individualmente, todos os jogadores realizaram excelentes exibições. Fucile, Rolando e Otamendi, excelentes; Fernando, em grande plano, com Moutinho à sua maneira de formiga incansável; Guarin, continua de pé quente e luta com unhas e dentes para se manter na equipa e tudo leva a crer que sim. Belluschi, entrou muito bem e acelerou o jogo da equipa com os seus passes em diagonal e, Falcao, extremamente bem marcado, mesmo tendo dado tudo para o conseguir, raramente logrou furar o cerco que lhe moveram. Hulk, voltou a ser o melhor o que já vai sendo um hábito.
           O árbitro holandês não teve uma actuação por aí além. Com critério algo confuso, mostrou-se excessivamente interventivo e nem sempre terá apitado a preceito. Não foi brilhante e a imagem que dele tirei não é muito mais abonatória do que a de muitos dos seus comparsas portugueses. Valha-nos que não teve interferência no resultado final.
          


         

segunda-feira, março 14, 2011

GOLOS DÃO PONTOS.

          Em Leiria, Estádio Magalhães Pessoa, esta noite:

FREDDY GUARIN, primeiro e GIVANILDO "HULK", o segundo.


                  UD Leiria, 0 - FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2

                  PRAGMATISMO À MODA DE VILLAS-BOAS.

          Guarin e Hulk, marcaram os golos e o Futebol Clube do Porto somou mais três pontos.
          Breve, chegará a Páscoa... 

日本の為に祈ります 主よ、我々の住むこの惑星を守りたまえ 私達は日々、悲劇と直面しながらこの星の上で生きています 私達が行う日々の復興活動が私達にとっての最善/最高の結果であります事を 破壊された生活.

          Boa noite. Durmam bem.

    

CORREIO AZUL (19)

Carlos Azenha diz que quase foi assassinado desportivamente após o 8-1 na Luz: Jorge Jesus perdeu por cinco no Porto e continua a ser bom; Paulo Bento levou sete do Bayern e é um seleccionador consensual
              1. MAIS  ASELHA QUE AZENHA.
  
              Mantenho a minha convicção de que CARLOS AZENHA, o treinador do Portimonense, tem qualidades bastantes para ser um excelente técnico. O facto de ter iniciado a carreira com o pé esquerdo ao ter aceite pegar no Setúbal num período instável do clube sadino. com resultados negativos que levaram à sua demissão, moveu contra ele uma onda de críticas apressadas e desprestigiantes para o seu ainda curto curriculo como treinador independente.
              No clube algarvio onde trabalha esta época a vida não tem sido fácil como não seria com qualquer um que aceitasse a função com recursos tão escassos. Mas a sorte parece estar a mudar.
              Ontem jogou na Luz e esteve a ponto de sair de lá com a galinha no bornal bem pronta para um churrasco bem apetitoso, malgré tout os equívocos da forma como encarou a partida. Na minha opinião, Azenha, não avaliou como devia o facto de estar a jogar contra uma equipa formada quase toda ela por jogadores vulgares, sem rotina de competição, desmotivados pela consciência de que os adeptos não os reconheciam titulares e jogavam para cumprir calendário. Não obstante, Carlos Azenha, manteve de princípio ao fim o seus jogadores num bloco muito baixo confiado de que, em contra-ataque, poderia chegar com êxito à baliza adversária o que, em boa verdade, o conseguiu em algumas ocasiões. A meu ver, porém, se tivesse optado por uma atitude mais ofensiva logo no início do jogo, como teria feito sem dúvida se o adversário de ontem jogasse com as camisolas da Naval, ou outras ainda menos conhecidas, poderia ter ido para a conferência de imprensa com muitos mais argumentos dos que apresentou em defesa do seu bom nome.
               Parece-me, pois, ter sido desapropriado e extemporâneo o momento escolhido para o compreensível desabafo da injustiça de que foi vítima, pela pouca relevância do feito ontem obtido.

[meninos+de+deus.jpg]

               2.OS MENINOS DE JESUS.

               A "Pravda" lisboeta a que só falta o distintivo para ser o órgão oficial do Benfica, faz deles craques que preenchem a toda a largura páginas de parangonas garrafais, rótulos de craques a jurar que têm qualidade e alimentam desde pequeninos o sonho de jogar no "maior clube do mundo".
               Ontem, foi o que se viu: jogadores iguais ou até inferiores aos que actuam em equipas apodadas de "segundo plano", sem um vislumbre que fosse dos fenómenos que apregoam e compram a peso de ouro.
               Uma outra realidade é a constatação da gestão que Jesus faz do seu plantel. Adepto, ao que consta, da escolha do seu grupo de eleitos que satisfazem as suas exigências e aceitam a sua autoridade, subalterniza os demais limitando-lhes as oportunidades de se integrarem e desenvolveram as suas capacidades.
              O resultado daquela política tem vindo a vir ao de cima nos últimos tempos: uma equipa principal desgastada fisicamente pela excessiva carga de jogos que os mesmos jogadores fazem e uma evidente debilidade do restante plantel que não têm rotina de competição nem técnica testada.

              

              3.A PERFÍDIA DO GABRIEL


              É torpe, nojenta e insidiosa a tentativa do "Anjo" Gabriel do clube da Dona Victória em ligar o treinador André Villas-Boas ao "incidente"  protagonizado pelo comentador oficial dos encarnados, Gomes da Silva.
              A asquerosa insinuação de que terá sido o técnico do Futebol Clube do Porto a denunciar a presença do vice-presidente do Benfica no restaurante da Foz, representa bem o tipo de gente que  actualmente está à frente do clube lisboeta.

           

   
     

domingo, março 13, 2011

OPINIÃO - NO JN, AOS DOMINGOS, POR ÁLVARO MAGALHÃES.

Domingo, Março 13, 2011


ÁLVARO MAGALHÃES - ELES TINHAM DOIS AMORES




in JN, edição em papel, 13 Março 2011

                        CLICAR PARA LER NO BLOGUE "SOU PORTISTA COM MUITO ORGULHO"

sábado, março 12, 2011

A VÍTIMA "À LA CARTE".

 

        Este "filme" deve ter sido (des) inspirado naquele episódio da Marinha Grande, na campanha eleitoral de Mário Soares para a Presidência da República, onde o candidato socialista terá sido agredido por um grupo de contra-manifestantes e cujos efeitos terão sido decisivos para a sua vitória.

         Ontem, o cidadão Rui Gomes da Silva, vice-presidente do SLB e comentador de futebol avençado, político na prateleira a aguardar vaga e sócio do Sporting Clube de Braga (desconheço se com mais ou menos anos de filiação no clube da Dona Victória do que  no da patrona Senhora do Leite), terá sido esperado por dois indivíduos à saída de um restaurante, em MATOSINHOS, os quais, em termos que toda a gente entende, "lhe terão chegado a roupa ao pelo".

         Estas coisas na realidade acontecem, mas não deviam, por mais que, como se diz na gíria, a algumas figuras e a outros tantos "figurões", "só se perderam as que não acertaram", o que não teria sido o caso SEGUNDO A VERSÃO do queixoso, divulgada, em COMUNICADO, pela DIRECÇÃO DO CLUBE que está prestes a perder o título de campeão da vergonha da época anterior, publicada na "ABOLA" onde "só falta o distintivo" para assumir a sua condição de órgão oficial do Benfica e nos "RASCORD" e "CORREIO DA MANHA", os pasquins mais "isentos" e "independentes" que se conhecem da comunicação social da "capital do Império".
         Intrigante é o pormenor das notícias que citam a frase dos meliantes justiceiros: "é para não andares a dizer mal do Porto", certamente confiados no relato do "agredido", nada dizendo, porém, se terá ele sido assistido medicamente no local ou foi ao Hospital para receber tratamento, todavia não deixando de fazer constar que o pacato sr. Rui Silva, ESTÁ A PONDERAR" apresentar queixa às autoridades.
         É de crer que em quatro milhões de portugueses haja uma percentagem significativa de pessoas crédulas e pouco dadas a descodificar certas mensagens e os fins que visam e, bem assim, a credibilidade e idoneidade dos seus autores. Calcule-se, pois, quantas daquelas pessoas existirão em SEIS MILHÕES de fundamentalistas doutrinados desta maneira, que aceitam como dogma de fé tudo o que sai da trombeta soprada pelo anjo de asas brancas S. Gabriel.
       
        


        
      

CORREIO AZUL (18)

http://1.bp.blogspot.com/_-2wM9VQdDEs/THGaG1my9wI/AAAAAAAABEg/BGGTttbidJo/s1600/samurai.jpg
     

                    1.Fernando BELLUSCHI: a felicidade de ser Dragão.

                       Belluschi, jogava na Grécia quando o Futebol Clube do Porto o contratou em 2009, mas o futebolista argentino tinha qualidade superior para ingressar numa equipa com maior dimensão que o Olympiacos, pelo que, ao ser-lhe proposto ingressar num clube com a dimensão internacional do MELHOR clube português, não teve dúvidas de que encontrara a porta da felicidade e rumou à "Invicta Cidade".
                    Não é fácil chegar à titularidade numa equipa como a dos "Dragões" e, quem o consegue tem que mostrar muito valor. Belluschi,  tinha-o e, decorrido que foi um tempo de adaptação, Villas-Boas entendeu confiar-lhe uma importante tarefa no seio da equipa e, as exibições que tem vindo a fazer, confirmam que a opção foi bem tomada.
                    Com a primeira chamada à selecção da Argentina anunciada esta semana, aos 27 anos, o médio atacante atingiu o topo da carreira numa selecção onde jogam dos melhores futebolistas mundiais, premiando o seu alto profissionalismo e valor futebolístico.
                    A honra e a felicidade desta convocatória surgiram numa altura em que Fernando Belluschi se tornou pai pela primeira vez, e Francesca, assim se chama a menina, ficará para toda a vida como o elo mais forte que ligará para sempre Fernando Belluschi ao Porto e ao Futebol Clube do Porto.

 

MIGUEL GUEDES, O DRAGÃO.


                 2. VASCONCELOS, arrasado.

                        No último "TRIO D´ATAQUE", o Vasconcelos, foi "trucidado" por Miguel Guedes que desmantelou, como se fosse um castelo de cartas, um prato requentado do balde dos restos destinados aos suínos onde o paineleiro encarnado o "surripiou" e com o qual pretendia recuperar a velha teoria dos "engana rebanhos" de que o Futebol Clube do Porto é um clube de fama duvidosa na Europa (em Portugal, também, mas essa  licantropia do clube da Dona Victória já há muito que está identificada e não tem cura) e que os suas conquistas estão viciadas.
                        Mal saído da fossa depois da "desfeita" sofrida em Braga, o Vasconcelos, ainda com ar mais macilento e sofrido do que é habitual, iniciou a leitura de um texto de proveniência espanhola onde nomeava o Futebol Clube do Porto e a Juventus, como implicados em processos ilícitos de vitórias. Miguel Guedes, atento e e sagaz, foi instantâneo na reacção e interrompeu o benfiquista exigindo ser informado da data a que o artigo do jornalista espanhol se reportava. Apanhado de surpresa o "fazedor de fitas" tentou resistir mas, perante a insistência de Miguel Guedes e de Rui Oliveira, do Sporting, lá balbuciou que se reportava a 2008!. Durante alguns minutos e perante a galhofa do representante leonino ("oh, Pedro "atão" isso é de 2008? Isto foi um tiro no porta-aviões, disse, dirigindo-se ao portista"), o Vasconcelos gaguejava na tentativa de encontrar uma saída do charco onde a sua esperteza saloia o metera.
´                       Delicioso, para mim, o momento vivido, com o meu conceito sobre Miguel Guedes a subir mais depressa e com tanta força como um foguetão da NASA no arranque da ida para o espaço!



                          RTP - TRIO D´ATAQUE
                           (Clicar para ver e ouvir)

quinta-feira, março 10, 2011

SINTÉTICO, MAS COM MÉRITO.

                                GUARIN, o golo que valeu uma vitória.

                    LIGA EUROPA.


          Em Moscovo (Rússia):


          C.S.K.A., 0 - FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 1

                                                            O GOLO





          Depois deste jogo em Moscovo o Futebol Clube do Porto adquiriu duas significativas vantagens para a segunda parte da eliminatória, a disputar no próximo dia 17 (quinta-feira): um vitória sem sofrer golos fora de casa e jogar a segunda parte da eliminatória no Dragão.
          Fosse pela falta de adaptação à relva ou intranquilidade, o FC Porto sentiu no início do jogo algumas dificuldades, sobretudo no eixo da defesa, em travar a acção dos avançados moscovitas do que resultaram algumas situações complicadas. Dobrados os primeiros dez minutos, o meio campo começou a funcionar melhor, não obstante os passes nem sempre saírem a preceito e, outras vezes, Hulk, sob uma marcação dupla e até tripla, perdia-se em dribles sem poder servir Falcao. O mesmo acontecia com James Rodriguez, sem embargo de ter tentado alguns passes com êxito.
          Com o jogo equilibrado e uma melhoria do controle de bola o jogo passou, alternadamente, a jogar-se ora numa ora noutra metade do sintético e, em ocasiões mais ou menos repartidas, os golos poderiam ter acontecido.
          A segunda parte decorreu totalmente sob o controle da nossa equipa com Fucile e Sapunaru a subirem pelos seus corredores e com Guarin e Fernando a recuperar a bola e a entregá-la em boas condições na frente do ataque.
          Villas-Boas fez entrar Varela no hora certa e ele correspondeu às expectativas do treinador,  fazendo os últimos tinta minutos num nível muito bom. O Porto atacava agora com mais gente perto da área e, Guarin, muito bem durante todo o jogo, numa jogada em que mostrou muita serenidade e melhor técnica, tirou um remate com muita classe para chegar ao golo.
           Entraram, depois, Cristian e Souza e a produção da equipa acentuou-se, tomando conta do esférico, trocando-o de jogador para jogador para, a seguir, tentar explorar os espaços abertos na defesa contrária, podendo ter o marcador atingido número mais adequado à superioridade demonstrada.
           Apesar do tremor do início do jogo, a defesa esteve à altura, com Rolando e Otamendi muito seguros; Fucile, melhor do que Sapunaru porque não desperdiçou dois bons lances para golo como o romeno: Fernando teve algumas dificuldades iniciais e Moutinho andou algo perdido, abaixo do que faz habitualmente; Guarin, esteve impecável, evidenciando muita serenidade e excelente pormenores técnicos. Pelo magnífico golo da vitória que conseguiu e pela exibição, merece ser o homem do jogo.
Falcao não marcou, desta vez, mas merecia-o pelo seu esforço e empenho que evidenciou. Hulk, muito marcado como já referi, ganhou e perdeu lances tendo sido substituído pelo desgaste a que esteve sujeito e pelas entradas que sofreu dos seus adversários. Helton, foi ele próprio: no bom e no mau que esteve para acontecer...
           Nada ainda está ganho mas vamos disputar em vantagem os restantes noventa minutos. Hoje, ficou demonstrado que temos mais equipa que o C.S.K.A.. Mas não devemos aliviar a vigilância. Estes russos sabem jogar, constituem uma excelente equipa e quase todos os seus jogadores são excelentes executantes.
                                                         O ESTÁDIO
A EQUIPA DE ARBITRAGEM




  
        

quarta-feira, março 09, 2011

CORREIO AZUL (17)

 
anapixel
Messi celebra uno de sus goles ante el Arsenal    
          
          1. O PRINCÍPIO E O FIM DO FUTEBOL.

          Tem feito tantas e tão belas coisas a jogar futebol que parece já não ser capaz de me surpreender. Mas MESSI, o argentino do F.C. Barcelona, não é deste mundo, é um GÉNIO, um MITO feito realidade, a encarnação holística do futebol. Mas a divindade não conhece limites.
          O golo que marcou ontem em Nou Camp a Almúnia (que não é um  guarda-redes qualquer) ninguém jamais poderá descrever com palavras. Não há, nos dicionários, adjectivos bastantes para o qualificar. Só visto, com alma do tamanho do Universo para entender.

           Tenho que recuar a 27 de Maio de 1987, à noite fantástica do Prater, em Viena de Áustria, e evocar o GESTO do mágico argelino RABAT MADJER, para recordar uma obra de arte superior à que MESSI criou na noite de ontem.

Barcelona-Arsenal

           2.ÁRBITRO ANTI-FUTEBOL.

            Um árbitro, tenho-o dito, deve agir em campo como um Juiz. Mas, para isso, não lhe basta conhecer os regulamentos de fio a pavio sem errar uma vírgula e aplicá-los como o faria um computador. Deve ter capacidade para decidir e gerir de acordo com as circunstâncias e de forma ajustada à relevância das infracções que detectar.
            Um jogador do Arsenal, numa altura em que era manifesta a competência da equipa inglesa, viu-se excluído da partida por ter pontapeado a bola que conduzia na direcção da baliza do Barcelona, já depois do árbitro italiano ter sancionado a indicação do fiscal de linha a assinalar a sua posição irregular. Insensível aos protestos do jogador que invocava ter sido o barulho dos noventa mil espectadores do estádio que o impediu de obedecer à ordem vindo do silvo do apito, Massimo Busacca expulsou-o do campo, pela exibição de um segundo cartão amarelo.
            De conformidade com a letra do regulamento, a sanção é legítima. Mas, nem o gesto aparentemente nada ostensivo e provocatório, que o jogador na emoção do momento não sopesou, nem a defesa do espectáculo e, no limite, a verdade desportiva foram devidamente estimados pela sentença do pragmático julgador.
         
            Perdeu o espectáculo, nada beneficiou o futebol.



         
         

terça-feira, março 08, 2011

RESERVAS EM EXTINÇÃO.

          1. VERMELHOS, MAS NÃO ÍNDIOS.

              Durante muitos anos, Braga foi tida como a segunda casa do Benfica. A maioria dos sócios e simpatizantes do Sporting Clube de Braga e, porque é dele que interessa agora falar, também Mesquita Machado, nutriam pelo clube lisboeta uma fervorosa paixão em tudo igual, ou até maior, do que a que votavam ao clube da sua cidade, a qual era considerada como uma das maiores "reservas" da tribo vermelha em território nacional.

              Mesquita Machado é desde há muito uma figura incontornável da cidade dos arcebispos
com participação militante proeminente nos órgãos sociais dos arsenalistas e nos departamentos nacionais e regionais dependentes da Federação Portuguesa de Futebol, onde se destacou pelo seu espírito de luta e regionalista, sem embargo da simpatia que dispensava ao clube lisboeta.

              Não foi, por isso, sem alguma surpresa mas com muito agrado, que tomei conhecimento da sua pronta reacção às indelicadas e despropositadas afirmações de Filipe Vieira, proferidas logo após o "encaixe" do KO aplicado pelo Braga, que ratificou a prevista perda do título a favor da MELHOR EQUIPA DO CAMPEONATO, o FUTEBOL CLUBE DO PORTO, ofensivas não apenas para o ocasional anfitrião mas também, ainda que em forma indirecta, para a região minhota. Com elas, Mesquita Machado acabou, de uma vez para sempre, com o mito da "casa de campo" do clube da Dona Victória no Norte do país.

              Futebolisticamente falando, a "reserva índia" que era considerada a massa apoiante do Sporting Clube de Braga, ganhou direito a sua "carta de alforria".

              "A bem da Nação".




             

             (Do blogue "Leituras Doces Com Açúcar)

segunda-feira, março 07, 2011

CORREIO AZUL (17)


         1.PATENTE REGISTADA.

          jesus (O JORGE), firmou que quem expulsou Javi Garcia não foi o árbitro mas o "banco" do Sporting de Braga. Quem viu o jogo através das imagens da TVI está em condições de garantir que o juiz de linha é mais rápido no levantar da bandeirinha do que os elementos do dito a erguer-se, em protesto pela agressão.
          jesus (O JORGE) não mente. Equivoca-se. Um treinador, mesmo que seja jesus, é humano e, por isso, dependente dos "condicionismos", para usar um expressão tirada das suas declarações no flash interviw no fim da derrota de ontem à noite, da profissão desgastante de um treinador duma equipa como a dos campeões nacionais no limite de prazo.
          jesus (O JORGE), ao fazer aquela declaração, alertou-me para as cenas que ele e os seus suplentes protagonizam no Estádio da Luz e a pressão impiedosa que exercem sobre o árbitro e os seus auxiliares, designadamente o infeliz que actua junto da área reservada e que nunca respeita, e das vezes que o alarido que fazem não influenciaram já os árbitros a tomar decisões injustas e consequentes expulsões de jogadores visitantes. Não conheço outro "banco" em qualquer outro local tão "activo" como o de jesus.
          Com patente registada é compreensível que o seu criador não queira que outros se aproveitem da ideia sem pagar os direitos de autor exigidos.

CORREIO AZUL (16)

       

 Desde 2004 que o Serviço Militar Obrigatório foi suspenso e a objecção de consciência é usada para outros fins
           
             1.OBJECTORES DE CONSCIÊNCIA?

             O Presidente dos árbitros, Vítor Pereira, teria sido confrontado com o pedido de dispensa por parte de alguns árbitros que não desejavam ser designados para o jogo de Braga, vendo-se forçado a nomear Carlos Xistra por falta de melhor opção.
             Os juízes de futebol gozam da faculdade de pedir escusa de jogos pelos quais não tenham apetência para arbitrar desconhecendo eu se estão sujeitos a revelar os motivos porque o fazem. Em todo o caso, não parece muito curial não ser a escusa assente em pressupostos de certo relevo a fim de que o deferimento da vontade expressa possa ser atendível.
             Em defesa da transparência e credibilidade da gestão desportiva, particularmente neste aspecto tão importante das nomeações dos árbitros, poderia ser útil e salutar conhecer publicamente os motivos invocados pelos árbitros que, de acordo com os critérios aprovados, recusem cumprir a escala do serviço a prestar.

             Não aconteceu assim no jogo entre o Sporting de Braga e o SL Benfica e o silêncio do Presidente Vítor Pereira não ajuda nada à tão reclamada e propalada transparência desportiva.

 

          2.O ASTRÓLOGO DOUTOR VIEIRA.

             "Estava nas estrelas que tudo isto ia acontecer". Esta, é uma das declarações de Filipe Vieira publicada na imprensa de hoje, aludindo à derrota do adeus ao título da sua equipa no confronto de ontem à noite, em Braga. Saindo do discurso das inaugurações dos cafés baptizados de "Casas do Benfica" só porque ostentam à entrada um distintivo e uma bandeira, o sucessor de Vale e Azevedo na honrada cadeira da instituição benfiquista, revela agora nova faceta da sua multifacetada personalidade ao invocar a arte de saber ler o que as estrelas têm a dizer sobre o futuro. De Midas, é público ter ele o dom de transformar em ouro tudo em que coloca as mãos; agora esta rara ciência de ler o futuro nos astros estava eu longe de imaginar pudesse possuir o antigo negociante de pneus.
              Onde quer que esteja, Zandinga, deve ter gostado de saber que deixou seguidores de tão rara ciência.

          3. A TRAVESSA DA QUEIMADA.
            
              Já vimos que o presidente do clube da dona Victória é perito em adivinhar o futuro através da observação das estrelas. Mas na Travessa da Queimada há, desde há muito, um verdadeiro laboratório especializado no estudo das galáxias pelo que dali têm saído as mais sensacionais revelações obtidas da nanotecnologia astral.

              Depois de, na semana passada ter descoberto que o golo caído do céu na hora da morte anunciada para adiar até ontem a esperança da cura era a "vitória do povo", sai hoje à rua com o sofisma duma afirmação que revela "o que há muito estava decidido". Isso já nós, portistas, sabíamos pelo menos depois dos CINCAZERO do Dragão, não por decisão de um qualquer xistra ou sousa mas pela classe e competência de Mestre André Villas-Boas e "sus muchachos".

https://lh5.googleusercontent.com/-x4MNYxU6L58/TXT6XxQ57fI/AAAAAAAAFh4/tYZag4E48dc/s1600/wdiag.jpg
              





Correio da Manhã

Jornal Record

domingo, março 06, 2011

GANHOU O ROTO AO ESFARRAPADO!

Braga ditou ponto final!

Estádio Axa, em Braga:

                     Sporting de Braga, 2 - ex-campeões nacionais, 1

           O meu feeling não se baseava apenas na minha vontade de gozar com a derrota dos ex-campeões nacionais mas também as ilações que se poderiam tirar das últimas actuações do clube da Dona Victória, de cujas evidentes fragilidades a imprensa vermelha não falava e o seu treinador tentava camuflar através de frases bombásticas para preencher os títulos dos jornais.
           Mesmo que seja no futebol, a verdade é como o azeite.
           Hoje, em Braga, contra uma equipa que tem vindo a enfrentar uma série de problemas para manter uma formação estável e competitiva, esta equipa de Jesus que só por benesses divinas e ajudas arbitrais não tinha sido já antes abatida pôs a nu, no léxico esmerado do seu técnico, todos os seus "condicionismos", saindo do AXA, com toda a naturalidade e justiça, vergada à humilhação imposta pelo Sporting de Braga.
           Nada habituado a que a sua equipa, quando joga em casa alheia, tenha o mesmo tratamento que é dado às que se deslocam ao Estádio dos túneis, Xistra viu, finalmente viu, helás! Javi Garcia aplicar o seu golpe usual e subreptício num adversário. Finalmente, à enésima agressão descarada um jogador do Sport Lisboa e Benfica foi expulso do jogo, ainda antes do intervalo. Quem é que se lembra de ter isto acontecido a última vez?

           Eu, não tenho essa memória.
          
         

sábado, março 05, 2011

VITÓRIA, VITÓRIA, ACABOU-SE A HISTÓRIA.


FC Porto derrota Vitória e está mais perto do título
          FALCAO abriu o marcador com um excelente golo.
          
                         Estádio Mais Belo da Europa.

          FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2 - Vitória de Guimarães, 0
              (Falcao e Cristian Rodriguez)

         Um jogador não faz uma equipa e o Futebol Clube do Porto não é (apenas) Hulk. Mas nem Guardiola ou Mourinho apreciam não poder contar com Messi ou Ronaldo. Mesmo que o seu rendimento não seja muito alto, como às vezes acontece, só o facto de o terem pela frente coloca qualquer defesa em respeito.

         É claro que Hulk, pela superior forma em que se encontra, teria dado muito jeito hoje a Falcao e a defesa do Vitória teria tido ainda mais trabalho para segurar a terrível dupla que os dois formam.

         Esta noite poucos terão ficado surpreendidos pela dificuldade do Porto chegar ao golo conhecendo-se a boa forma dos vimaranenses e as ambições do seu técnico Manuel Machado. Mais na primeira do que na segunda parte os Dragões não pressionaram como habitualmente no campo do seu adversário que dispôs de espaço para ter muita bola, se bem que raras vezes se tivessem acercado da baliza à guarda de Helton por mérito da boa actuação da nossa defesa. Belluschi, não terá obtido um único passe sem ser interceptado e, tanto James como Varela, não lograram passes favoráveis às diagonais de Falcão.
         Na segunda parte o Futebol Clube do Porto teve o domínio total da partida graças, de novo, à perspicácia de André Villas- Boas que substituiu o desinspirado Fernando Belluschi pelo fogoso e pujante Guarin e, retirando o apenas esforçado Varela e metendo no jogo um  Cristian Rodriguez  a caminho de ser o que chegou ao Porto há dois anos, a defesa do Vitória começou a dar o flanco e abrir buracos como um queijo gruyére. Numa jogada magistral de James Rodriguez, Falcao não tremeu perante Nilton e abriu o marcador.
         A perder, o Guimarães arriscou tudo e abriu os espaços que os avançados do Porto não tinham tido antes e os minhotos, no limite do esgotamento físico, arriscaram a goleada que não mereceram. Das oportunidades criadas pelos Dragões, havia de ser Cristian Rodriguez dar a justa medida ao resultado final, num golpe de misericórdia no fim do período de descontos.

         Com excepção de Belluschi, não merecem reparos os desempenhos dos demais. Porém, é justo salientar, pela influência notória que tiveram no arranque para a vitória, as prestações de Guarin e Cristián Rodrigues. E Falcao, obviamente, pela bravura que demonstra e pelo golo que alcançou.

         Jorge Jesus,perdão, Jorge Sousa continua a confundir o ser com o parecer. Manuel Machado porém não pode vir para o jogo de hoje ajustar contas com este (mau) árbitro por erros passados. Quanto a mim, dos sete amarelos exibidos aos seus jogadores, o único que me pareceu forçado terá sido o segundo que viu o excelente N'edey quando travou já na dealbar do fim da partida o Cebola.
Razões de queixas terá o Futebol Clube do Porto, em três ou quatro lances que penalizaram a equipa dos Dragões, um dos quais quando assinalou, já no fim da partida e com o resultado em 1-0, um livre perigosíssimo perto da área dos locais, por falta inexistente de Guarin o qual, depois de recuperar uma bola à saída da área e com a equipa de Guimarães toda subida no relvado se prestava para desenvolver um rápido e perigoso contra-ataque.

          Não posso deixar de voltar a falar do intragável Baldemar e dos seus originais e frequentes  lapsus linguae; Não é que hoje chamou Jorge Jesus ao árbitro da partida! O homem está mesmo toldado ou terá alguma coisa a ver com a "ajuda" que o treinador do Benfica lhe deu no jogo contra o Marítimo?. Não te trates, não Baldemar.

          Bem, está na hora de recolher a "penates". Amanhã, até pode ser que o dia convide a uma saída e o Bom Jesus até é um sítio muito aprazível para se degustar uma boa perna de churrasco...
      
          Quem sabe não aparecerão por lá algumas galinhas já depenadas e prontas a servir?       


         
FC Porto vs V. Guimarães (Estela Silva/LUSA)
       André Villas-Boas, cada vez mais influente nas vitórias dos
Dragões.

CORREIO AZUL (15)


     1. GANHAR, PARA ENERVAR.
       
              De regresso ao Estádio Mais Belo da Europa depois do muito bem sucedido raid a Olhão com os três pontos no papo, o Dragão apresta-se para juntar ao seu pecúlio mais algumas achegas e, com isso, alargar o fosso entre os primeiro e segundo lugares.
              Os pontos em disputa são imperdíveis por muitas razões sendo que uma vitória clara e inequívoca como a conseguida na última jornada pelos pupilos de Villas-Boas, vai ter consequências para o jogo que o nosso adversário directo vai realizar em Braga, amanhã, no AXA, da mesma forma que a espectacular exibição e o resultado de Olhão do comandante destacado da Liga influenciaram a partida da Luz, entre o clube da Dona Victória e o Marítimo.
              O dramatismo que envolveu o final da partida dos encarnados, as dificuldades para chegar à vitória no último segundo, o desnorte do seu treinador e do melífluo vice-presidente Rui Costa que protagonizaram as cenas de arruaça incontrolada, durante e após o jogo terminado, são sintomas iniludíveis do descontrolo emocional que se instalou nos campeões nacionais a prazo.
              Vamos encher o Mais-Belo-Estádio-da Europa com a melhor e mais fervorosa claque do MUNDO, para apoiar do princípio ao fim o MELHOR CLUBE DE PORTUGAL.

FC Porto toma posição no Porto Canal
              2. PORTO CANAL.

              Tenho na grelha da TV o PORTO CANAL há já vários anos e acedo a ele com alguma frequência, sobretudo quando procuro melhor alternativa aos programas desportivos de outros canais. Pelo ausência de referências que me parece existir, designadamente na blogosfera portista, tinha dele a ideia de que não gozava no Grande Porto, e ainda menos, fora dele de um grande número de seguidores. Curiosamente, aqui para estes lados, muitos confundiam a natureza generalista do canal e conotavam-no como sendo propriedade do Futebol Clube do Porto.

               A divulgação de que o Futebol Clube do Porto acaba de estabelecer um protocolo de colaboração com o referido canal nortenho, vem de encontro àquilo que eu há muito tempo preconizava e estranhava não estivesse ainda concretizado. Sem dúvida que a parceria agora contratada é, do meu ponto de vista, melhor do que a da criação de um canal próprio e, no caso do PORTO CANAL, por ser intrinsecamente regionalista, ainda melhor desempenhará a sua missão se puder contar com a maior e mais qualificada instituição desportiva do Norte.


                3. XISTRAS E SOUSAS, DEUS NOS LIVRE E GUARDE.

                Não tenho por feitio fazer juízos a piori sobre o comportamento dos árbitros nos jogos para que foram nomeados, bem sabendo que os seus desempenhos são, muitas vezes, condicionados pelo comportamento em campo dos respectivos intervenientes. Não penso que ajam com o intuito premeditado de influenciar os resultados a favor de um dos contendores, senão que as suas decisões, tomadas debaixo de uma pressão que não controlam podem ser consideradas, involuntariamente, em prejuízo, ou a favor, dos interesses em jogo.
                 XISTRA, arrasta consigo um historial de péssimos desempenhos e, frequentemente, descontrola-se com facilidade no decorrer dos encontros e pratica erros atrás de erros. Não sei o que estará reservado para Braga. Vou estar atento ao que vão fazer Cardozo, Javi Garcia e, também agora, Coentrão, não só o que vão fazer com os pés e com a cabeça mas, principalmente, com os COTOVELOS, a arma secreta que os árbitros não descortinam, sobretudo na Luz. E, também, a Jesus, e ao seu "trabalho" na linha lateral junto do fiscal a quem não permite que se concentre na missão que lhe compete.
           
                  JORGE SOUSA, com o seu ar de "menino da mamã", muito bem comportadinho e alinhadinho, tem errado vezes de mais e, estranhamente, quase sempre contra o Futebol Clube do Porto; ou, pontualmente, a favor do clube da Dona Victória como na última jornada onde, nem durante nem depois de terminado o jogo, nada de anormal conseguiu ver.
                  Isto não deveria acontecer mas, tenho de confessar que me preocupa mais o árbitro nomeado para o jogo de logo no Dragão que o próprio Vitória de Guimarães...