segunda-feira, fevereiro 28, 2011

CORREIO AZUL (14)

1 Benfica-Marítimo

              1. SANTOS AJUDAM JESUS.

              A bola nunca teria encontrado Coentrão na clareira aberta na defesa do Marítimo porque muitos minutos antes, em pelo menos duas situações, ele tinha perdido o direito de continuar no jogo. A primeira, quando mandou o Santos da bandeirinha para aquele sítio onde um dia viu pela primeira vez a luz do dia e, agora com o auxiliar do outro lado mais atento ao "diabo encarnado de Gaia" do que ao louro oxigenado de Caxinhas, não viu o Djalma a enfiar o nariz no cotovelo do "anjo" autor do golo de ouro.
               Um é surdo o outro, cego.

               Cardozo, já aqui o disse é, a longuíssima distância, o melhor jogador a actuar em Portugal, quiçá até na Europa, a jogar com os cotovelos. Ficou claro que, antes de Luisão cabecear para a baliza e bater Marcelo, o "cana alta" mete claramente o cotovelo no estômago do guarda-redes do Marítimo, obstruindo a sua acção no sentido de este poder afastar a bola com os punhos.

               Jesus, estranhamente possesso e fora de si, desceu aos infernos e protagonizou uma cena dos diabos, à moda dos tumultos de "fins de feiras" medievais quando o vinho se sobrepunha à razão e as contas se saldavam com os varapaus e abrirem as cabeças dos beligerantes. E o Santos da bandeirinha que terá ousado avivar a consciência do Santos do apito para o esbulho que se aprestava a consumar terá pensado que era chegado o fim dos seus dias.

               Com a adrenalina a espirrar por todos os lados em forma de insultos, empurrões, esticões e, presume-se, muitas palavras a rimar com ões, entra no baile o " aveludado senhor" director de futebol, com a "gasolina" indispensável para apagar a fogueira.
               Não me perguntem o que teria acontecido se por artes do mafarrico, Jesus tivesse ido ao tapete KO de que foi salvo no último golpe do round!

A Bola
       
               2. QUERIDA COMUNICAÇÃO SOCIAL.

               Durante mais de 75 minutos o Benfica, vindo de uma desgastante partida na Alemanha onde eliminou o 17º classificado em 18º participantes, vagueou pelo relvado como um náufrago ao chegar à praia e, só na parte final do jogo, quando passou a jogar dentro do meio campo do Marítimo e os seus jogadores não tinham de percorrer grandes distâncias à procura da bola (perguntem ao Martins porque fez as substituições que fez mantendo a equipa recuada). A exibição, com excepção dos momentos finais, esteve longe do que se deveria exigir de um candidato que está a DOZE pontos do primeiro classificado (8, agora, + 5aZero+3 da Luz=12, isto é matemática pura), e diz que está apenas a CINCO pontos do Futebol Clube do Porto, o primeiro, foi muito pobrezinha.
               Pensava eu que as capas dos jornais seriam feitas de títulos como "Benfica salvo à beira da morte", "Jesus, perto da loucura, culpa Santos" "Coentrão poupado foi a solução", etc, etc..
               Pelas pessoas que se juntam nos escaparates para "ler" jornais, é possível chegar à conclusão de como é fácil alimentar os "mito" do grande clube da Dona Victória.

[ze+telhado.gif]
       
               3. OLEGÁRIO, SALAFRÁRIO.

               Num resumo que vi do Oliveirense-Leixões, clubes que lutam pela subida de divisão, era "árbitro" o Olegário, soube-o no decorrer do comentário. Mas não seria necessário porque dois dos lances inseridos na peça, só poderiam ter por protagonista um  personagem como Benquerença.
               O golo da Oliveirense é, OSTENSIVA E CLARAMENTE, obtido com a mão e, o penalti que assinalou a favor do Leixões, para compensar e que esta equipa não aproveitou, é espantosamente inexistente.
               Olegário, no seu melhor!



               4. AZENHA, JÁ NÃO É AZELHA!

               Acreditava, e continuo convencido, que Carlos Azenha tem bagagem para se tornar num grande treinador de futebol. Contudo, muitas vezes, os técnicos que iniciam a sua carreira aceitam tomar conta de equipas sem projectos ambiciosos ou em situação de debilidade e direcções instáveis.
               Carlos Azenha não tem tido espaço e tempo para mostrar a competência que lhe reconheço e os resultados que obteve desde que deu início à carreira estão longe do que dele se poderia esperar.
               À frente, este ano, numa equipa que luta pela manutenção na Liga, Azenha ainda não sabia o que era ganhar e ainda há pouco tempo o seu lugar esteve em causa.
               Ontem, AZENHA alcançou a sua primeira vitória da sua carreira como treinador.
               Espero que, definitivamente, passe a ser reconhecido por Carlos AZENHA.
              

       
              

               

           

sábado, fevereiro 26, 2011

JESUS, QUE JOGO!

 
    Esta noite, em Olhão:

         CAMPEONATO DA LIGA:
  
         S. C. Olhanense, 0 - FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 3
                                         (Belluschi e Falcao 2)
 
          Uma delícia a exibição da equipa do Futebol Clube do Porto desta noite, em Olhão! Um regalo para os olhos e um bálsamo para o coração dos portistas!

          Grandes jogadas, grandes jogadores, grandes golos! E um ENORME André Villas Boas. Com uma excelente arbitragem, pois então!

           O "ouro" veio só depois do intervalo, que o "bandido" bateu-se até às últimas para não abrir o cofre guardado a sete chaves e tinha, à porta, um guarda do outro mundo. Só à bomba! A dinamite, impelido pela potência do pé direito do Bellucshi, determinado a por termo de uma vez por todas à teimosia. Pum! Toma, vai buscar e...embrulha!

            Falcao,  também não se ficou e...pum, pum!

            E vão três, as contas que Jesus...não fez.

            James Rodriguez, não deve ter gostado de ver o jogo a partir do banco e entrou na orquestra como se fosse o maestro da mesma. De batuta nos pés (é assim que a usa Messi e o Iturbe que está para vir) e acelerou o ritmo do baile. Ta ta ta, ta ta ta, aí vai Hulk, e p´ra ti Falcao, vai buscar Fernando. Ovação!

            Hulk, estava a precisar de descanso e ganhou direito a ele. Tanto assim, que o árbitro deu-lhe um amarelo para a sua colecção particular e ele não recusou. Trunfo que o Guimarães pensa ter ganho mas, veremos.

            E vão dezanove com o cabacinho ainda sem furo. Está tudo no sítio. Na ordem de serviço afixada no balneário do Dragão das XXXXX cruzes que Mestre André lá assinalou, uma já foi apagada. Uma a uma, vão ser todas apagadas.

            Acho que não vou cometer nenhuma heresia mas nesta Capela, Jesus não rezou..
                               Até de olhos fechados.
P.S. Ah, o Baldemar, como lhe deve ter custado ver este Porto a jogar assim! Tão comedido na distribuição de adjectivos e que tristeza deixava transparecer nos seus comentários. E lento, muitíssimo relapso em encontrar um termo que pudesse definir o extraordinário remate que deu o primeiro golo do encontro: levou cerca de meia hora, mas lá soltou um "fantástico" com a voz de quem estava ansioso por aliviar o nó que se lhe fizera na garganta.
          

Belluschi marcou o primeiro golo. À "bomba".   

         

   

CORREIO AZUL (13)


            1.ALLGARVE NÃO É PARA FÉRIAS.

            Mesmo estando no Algarve, Olhão não vai ser, mais logo, local onde o Futebol Clube do Porto possa pensar em ir de férias. De resto, ainda que Loulé tenha afamado Carnaval e esteja ali perto, só lá para oito do próximo mês é que haverá farra e foliões.
            O SC Olhanense é uma das equipas da I Liga cujo futebol mais aprecio. Estende o jogo em toda a extensão do relvado tanto fora como em casa, quase todos os seus executantes sabem como deve ser tratada uma bola de futebol e tem um treinador com "pinta" bastante para tornar bonito mesmo o Estádio Alvalade XXI. O que Paulo Sérgio (também ele) não conseguiu.
             Os "Dragões" querem muito ganhar este jogo e possuem argumentos para isso. Uma vitória será tida como normal, uma derrota um escândalo nacional. Villas-Boas fez as contas, considera-o como a primeira das cinco vitórias que tudo podem esclarecer. Concordo.
             Aqui para o norte, há muitas e lindas capelas e em todas elas um orago a que muitos devotos recorrem para rogarem, ou pagarem promessas concedidas. Na serra d'Arga, no concelho de Caminha, há uma onde romeiros aos milhares, em 28 de Agosto de cada ano, vão lá resgatar com algumas moedas as boa intermediações de São João. Mas manda o bom senso da sabedoria popular que junto à absíde do altar-mor da Capela, (com maiúscula...) do lado esquerdo, no retábulo onde o arcanjo alado se prepara, de espada empunhada, para ferir de morte o "mafarrico" prostrado aos seus pés, deixe ali ficar o previdente peregrino uma moedinha não vá o demo retaliar os que se recusem a reconhecer a sua maléfica intervenção...
           É que, sabem, há Capelas e "capelinhas".

Freeport de Alcochete

             2. ALVALADE: OVNI´s HOUSE (Casa dos Ovni).

                 Quando Pinto da Costa disse um dia que Santana Lopes (esse, dos violinos de Chopin) era um OVNI que passava sobre Alvalade, estava longe de pensar que a sua profecia, para além de se ter cumprido em relação àquele político e fervoroso leão, haveria de se tornar um anátema que parece ter caído sobre o histórico clube lisboeta.
                 Paulo Sérgio, sem ter tido tempo nem disponibilidade para descobrir onde está o interruptor, não será ele a apagar a luz. Nestes "longos" nove meses que levou a atravessar o céu de Alvalade, só encontrou no seu percurso algumas estrelas cadentes (e doentes) e outros ovnis a passar à sua frente de luzes apagadas, deixando-o sozinho a vaguear no espaço negro onde se embrenhou cheio de sonhos.
                  Oh, Paulo!, sérgio eu seja se alguma vês tivesse pensado que o Postiga, o Maniche, o Pedro Mendes, o Soldado e outros (tantos...) afins, não fossem as maçãs mais brilhantes, sãs e mais lindas e gostosas que já existiram no Freeport de Alcochete.



           

FUTEBOL? Só mais logo...

Sócrates: "para dançar tango são precisos dois e eu não tive parceiro"


[Tango.bmp]


...o que é necessário é ter imaginação.




quarta-feira, fevereiro 23, 2011

EFICÁCIA FICOU EM SEVILHA.

     
     LIGA EUROPA:


           No Estádio Mais Belo da Europa:


           FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 0 - Sevilha, 1
                                                                   (Fabiano, 71´)

           O que conta num jogo de futebol é o resultado final? Sim! Então o Sevilha obteve um golo, o Futebol Clube do Porto não obteve nenhum e o encontro terminou com a vitória dos espanhóis e a derrota dos Dragões.  Jacques de la Palisse dixt.

           Porém, a história desta segunda parte de eliminatória realizada no Dragão que nos põe a jogar contra o CSKA, vai muito para além do que possa dizer o desencanto, para os portistas, do seu desfecho final, nitidamente aleatório e fortuito atendendo ao que se passou na alcatifa verde do Estádio Mais Belo da Europa.


          O que nos ofereceram os primeiros 45´foi o regresso do Futebol Clube do Porto do final do ano de 2010, o conjunto que massacrou e humilhou com uma goleada histórica o campeão nacional da propaganda e da treta, o alto nível das exibições individuais e a equilibrada execução táctica das suas tarefas no rigoroso cumprimento da opção táctica da equipa técnica. Nesse período, os Dragões dominaram de princípio ao fim, e controlaram a seu belo prazer, um adversário atordoado pela troca de bola e desmarcações dos nossos jogadores, travados apenas pelo recurso à falta, algumas delas muito mal ajuizadas com benefício claro para os infractores. Muitos lances, belamente desenhados, não obtiveram a necessária concretização que mereciam e, num dos mais espectaculares, Falcao, em remate a que no guarda-redes espanhol jamais chegaria, levou a bola ao travessão.

           No período complementar o campo ficou mais nivelado e o Sevilha tentou fazer pela vida, tendo chegado algumas vezes a ameaçar Helton. O Porto, contudo, mesmo sentindo que o jogo estava mais disputado e o Sevilha a pressionar dentro do nosso meio campo, nunca perdeu o norte e, logo que recuperava a posse de bola chegava rapidamente ao lado contrário e esteve perto do golo numa mão cheia de oportunidades.

           Hoje, como em Sevilha, um jogador me preocupava mais do que qualquer outro na equipa Andaluza: Fabiano. Estranhamente, em Espanha, para meu alívio foi substituído; hoje, quando entrou senti que isso não ia ser nada bom para nós. Infelizmente, os meus receios confirmaram-se e o brasileiro lá satisfez o seu ego e foi carrasco na casa que o não acolheu. E a nossa incapacidade em chegar ao golo neste desafio continuou até final pois algumas vezes os nossos avançados estiveram em posição de marcar não tendo discernimento suficiente para o conseguir.

           Villas Boas esteve bem nas substituições se bem que a de Varela me parecesse um pouco tardia.
            Todos os jogadores estiveram acima do que vinham ultimamente a fazer, pelo que não é fácil distinguir os melhores. Fernando e Belucshi e, logo a seguir Hulk, Falcao, Moutinho e Fucile. Rolando, Otamendi, Helton e, menos bem Varela, não cometeram, erros. Álvaro Pereira, excelente, como se esperava, aliás. Guarin e Sapunaru, entraram bem no jogo.

            Era para não falar da arbitragem. Não é fácil comentar um árbitro inglês tendo como padrão os portugueses a que estamos habituados. Mas não resisto a uma comparação que equivale a uma apreciação do seu desempenho: Olegário Benquerença, já tem feito melhor. Por isso, merda por merda, que fique lá pela Inglaterra que Paixões e Xistras já temos nos cá de mais.


           
          


 

       
          

domingo, fevereiro 20, 2011

CORREIO AZUL (12)

      
   
          1.O QUE FAZ FALTA.

             Acabo de passar pelo blogue de Vila Pouca, aqui ao lado ( http://dragaodoente.blogspot.com) e não lhes digo nem lhes conto; vai por lá uma animação e tanto! É uma farra, mas das antigas!. Puxa vida, é só juventude e animação, a fazer lembrar os "bons velhos tempos" do Zeca Afonso.
              Deixem lá a Fátima Lopes e as suas pungentes histórias "quase" verídicas e deitem cá para fora essa energia adormecida ao som ritmado do

              "O que faz falta é animar a malta,
                Hulk faz falta ..."

              Então, é bom ou não é? Vão por mim.


          2. NÃO FOSTE A SEVILHA? VAI AO DRAGÃO.

              Quarta-feira, quem realmente gosta de ver futebol ao vivo e puder, vai estar no Estádio Mais Belo da Europa para apoiar Hulk, Guarin, Rúben, Jámes, João Messinho...quiçá Falcao, Iturbe (eh, este ainda não veio, está a crescer na Taça dos Libertadores), até mesmo convidar o Cristian ou o Maciço para um sarrabulho "à maneira", para deixarem de comer tantas "tripas à moda do Puerto" (já agora, uns quilitos a mais ou menos não faz grande diferença: É p'ra desgraça, é p'ra desgraça...).
              O buliçoso "Farturas", da Casa do Futebol Clube do Porto na vila de Ponte de Lima, tem assegurado transporte em autocarro (s) a partir do Café do Estudante às 14H30, de quarta-feira, dia 23, por 21 dragões, transporte e bilhete. Pegue já no telemóvel e marque ou mande mensagem através do 963592060, até às 14,30H de amanhã.


[Alvaro+Magalhaes_thumb[2].jpg]
          
          3.ÁLVARO MAGALHÃES.

             Já leram, a crónica do escritor no JN, de hoje? Apraz-me poder conferir as minhas considerações sobre os comentadores profissionais, no caso os da SIC, com as que hoje o nosso sensato e atento escritor expressa no seu tom suavemente contundente, ao estilo de professor do ensino primário dos meus tempos.
             É, efectivamente, impossível não notar a falta de entusiasmo, a parcimónia no uso de adjectivos encomiásticos em pormenores empolgantes ou de grande espectacularidade, a tibieza das suas apreciações ou os lapsos que põem a nu a mediocridade do seu trabalho de casa quando as transmissões são jogos em que participa o Futebol Clube do Porto. Trocam os nomes dos jogadores, nunca têm a certeza sobre lances duvidosos (para eles, pois muitos não oferecem quaisquer dúvidas) se têm de decidir a favor do Porto e só por muita coincidência é que acertam numa substituição feita por Villas-Boas.

             Mas nas outras casas, quando são forçados a receber o Futebol Clube do Porto, a simpatia para os Dragões combina na perfeição com o chá amargo que nos obrigam a tomar. E, penitência das penitências, é ter de aguentar os comentários do senhor Carlos Manuel. Vou para o céu, porque já o ganhei!
            
         

sábado, fevereiro 19, 2011

CORREIO AZUL (11)



          1. Juan ITURBE, é feito de golos.

              Com 17 anos um "puto" que entre para a universidade é um fenómeno e, se a média do curso estiver próxima dos 20 valores, é certo que poderá tornar-se num colega de António Damásio.
              Tudo aponta para que o craque paraguaio-argentino contratado pelo Futebol Clube do Porto ao Cerro Portenho e actualmente integrado na selecção argentina a disputar a Taça Libertadores, venha a celebrar-se mundialmente não como cientista que poderia ser mas como futebolista de elite, ao lado dos maiores craques de sempre.

               Os vídeos que agora nos dão conta dos seus golos fantásticos e circulam em todos os blogues do mundo do Dragão, elevam a níveis altíssimos a expectativa que já está instalada nas hostes portistas, que está em ânsias para, dentro em breve, receber naquela que é considerado na Europa um exemplar laboratório de preparação dos grandes talentos de futebol, aquela que se tornou a grande coqueluche do Melhor Clube de Portugal.


Porto - Praça Mouzinho de Albuquerque.jpg
               2. DE PALANQUE.

               Os bravos de Sevilha vão gozar "de palanque" esta jornada da Liga, por há muito terem arrecadado os três pontinhos da ordem quando derrotaram o Nacional da Madeira por 3-0.

               Lá mais por o sul, a segunda circular vai estar animada. O Clube da Dona Victória (que também já foi da águia Vitória e, ao que consta, está a preparar o lançamento da clone Vitória II), está de visita ao seu compadre Visconde cuja saúde orgânica, neste momento, não andará melhor que a desportiva. O jogo, que nos idos das transmissões a preto-e-branco era o evento político mais divulgado nos media em papel como televisivos, mesmo que agora tenha ainda maiores e melhores meios e apesar do colorido das imagens dos écrans já só sobrará dele a pompa e a circunstância.
               Tratando-se de leões e águias fora do seu habitat, velhos de anos e gastos de canseiras, perspectivando-se para o que resta das suas ancestrais existências um cenário de abandono familiar, melhor seria recolherem-se ao Jardim Zoológico, ali ao lado, para acabarem com dignidade uma vida que nunca a teve.

             

              








    










































sexta-feira, fevereiro 18, 2011

CORREIO AZUL (10)

    


     1. QUEM LÊ JORNAIS, SABE MAIS.

              Estranhei a atitude do Estugarda ao entrar ontem no Estádio da Luz sem qualquer sombra de medo ao defrontar o assustador Benfica e o futebol que o seu temível treinador dizia a sua equipa estar a produzir. É que, por mais que esfregasse os olhos para me assegurar do que via, era o lanterna vermelha do campeonato alemão que punha medo ao susto.Tudo, porque na Alemanha, não se devem ler jornais. Os portugueses, pelos menos não chegam lá, e por isso escaparam-lhes, felizmente para eles, as previsões do "imortal" Jesus: -"o Benfica, mete medo". Viu-se.
              Esta arrogância germânica de não dar valor à leitura da imprensa desportiva portuguesa ainda os há-de matar...de susto.

      2. O MELHOR A ACTUAR EM PORTUGAL.

              
             
            Muitas vezes se diz, a propósito das características técnicas de um  jogador, que ele é "o melhor a actuar em Portugal a jogar com os pés", no seu lugar. Ao que julgo, nunca ninguém se lembrou de mencionar um que o fosse, também, com outros membros menos usados como, por exemplo, os braços o que, de todo, é uma lacuna para cujo preenchimento quero contribuir, nomeando CARDOZO, como o que "melhor joga em Portugal com os cotovelos". Impressionante! Insuperável! Não há, no mundo, outro igual!

            

quinta-feira, fevereiro 17, 2011

EM SEVILHA, UM PORTO "À PORTO".


FC Porto vence (2-1) em Sevilha

     LIGA EUROPA.

          Em Sevilha (Espanha) Estádio Ramón Sánchez Pizjuán:
           
                             Sevilha, 1 - FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2
                                                       (Rolando e Guarin)

          Quem ganha jogos são as equipas que trabalham e executam o plano estabelecido pelo treinador em função do adversário e dos objectivos que se pretende alcançar.
          Esta noite, numa casa de boas recordações para as nossas cores, o Futebol Clube do Porto foi uma verdadeira equipa, forte, esclarecida, solidária, madura e inexcedível na entrega à luta e determinada a sair do Sánchez Pizjuán com um resultado positivo para encarar o jogo do Dragão sem pressão e algum conforto.

          Foi um jogo altamente emotivo, em alguns períodos quase espectacular, com uma primeira parte de controle quase total das nossas cores e um segundo tempo de forte e competente resistência à esperada reacção da equipa de Fabiano. Nem quando Canoté logrou empatar a partida num lance inquinado de ilegalidade por apoio em Otamendi do marcador, os Dragões perderam o norte e conseguiram anular o assédio à baliza de Helton dos perigosos avançados locais.

         Ganhando no terreno do adversário o Futebol Clube do Porto, ainda que pela diferença mínima, parte naturalmente em melhor posição para o segundo jogo a disputar na próxima semana no Estádio Mais Belo da Europa. Mas não se pense que são "favas contadas", pois o Sevilha tem argumentos para aspirar virar o resultado a seu favor, como hoje ficou provado, não nos devendo esquecer que Fabiano é o Falcao dos andaluzes e vai jogar e que nós, provavelmente, ainda não veremos no Dragão, pelo menos em pleno o melhor marcador da Liga.

          Tendo a equipa valido pelo todo não é fácil, nem provavelmente justo, salientar nomes. Naturalmente que um ou outro poderá ter sido mais vistosos num ou noutro lance. Mas, quando os atletas são elogiados pela fortuna desta ou daquela intervenção mais feliz e se esquece o trabalho em favor da equipa como foi o caso de Hulk, podemos estar a cometer uma tremenda injustiça.

          Imbatíveis na Europa, no Campeonato da Liga, líderes com onze+5azero pontos de avanço em relação ao segundo classificado, com mais golos marcados e menos sofridos, ainda não conseguimos assustar. Nisso, o Stuttgart, último classificado do campeonato alemão, é bem melhor do que nós...
          




        

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

CORREIO AZUL (9)

          1. CHAMA O JOÃO!

Relação confirma condenação de Carolina Salgado


Carolina Salgado à entrada do tribunal de São João Novo, no Porto, onde fora condenada em primeira instância

"Porto, 02 jul (Lusa) -- Carolina Salgado foi hoje condenada por um dos cinco crimes de que estava acusada num julgamento de seis processos que a opunha a Pinto da Costa.
O presidente do FC Porto foi ilibado de lhe ter desferido duas bofetadas.
Carolina Salgado era a principal arguida neste julgamento que decorria já desde julho do ano passado no Tribunal de São João Novo, Porto."

         

  "Roma, não paga a traidores(as)". Nem Jorge Nuno Pinto da Costa. Parafraseando o "amigo" Orelhas, melhor será continuar a tratar da vidinha "por outro lado..."


           2. PROFISSIONALISMO NA rtp1.


               Passava o noticiário das 9h00, hoje, na peça dedicada ao desporto, a "pivot" de serviço, provavelmente ainda mal refeita da "noitada", terminava, desta maneira, a peça ".. assim, o Futebol Clube do Porto continua com onze pontos de diferença a menos que o Benfica". Ouvi mal? Juro que não! Estava no café, a tomar a minha primeira chávena do dia e comigo, para além do proprietário, mais duas pessoas puderam ouvir e comentar. 
               E pensar eu, que é o dinheiro dos impostos que pago, que sustenta estas nulidades que por aí pululam nos serviços públicos da informação.

CORREIO AZUL (8)


               1. OBRA DE ARTE OU CAMPO DE FUTEBOL?

               Quem chega pelo lado nascente ao Estádio AXA e depara com aquela descomunal estrutura de cimento de muitos metros de altura não lhe será fácil acreditar que está prestes a entrar num estádio destinado à prática de futebol. Ainda menos convencido fica se, para aceder à cadeira indicada no bilhete de ingresso, tem que o fazer atravessando um parque de estacionamento por entre os veículos aí estacionados, onde não existe sinalização apropriada que o oriente e, a seguir, percorrer em lances sucessivos de vãos, CENTO E NOVENTA E OITO DEGRAUS para chegar à entrada onde fica o lugar que lhe pretendia que, aliás, não correspondia ao que constava no bilhete.
               A vista no interior é, de facto, muito bonita e a originalidade da sua concepção, surpreende e encanta. Eduardo Souto Moura, o inspirado autor do projecto, foi devidamente elogiado pela ideia e eu entendo que com inteiro merecimento.
               Principia o jogo e constato que do meu lugar mais perto da "pedreira" não posso ver convenientemente o jogador do Futebol Clube do Porto que se apresta para marcar um canto na linha de fundo do lado contrário. Bolas, afinal, isto não deveria acontecer num estádio concebido para que os espectadores não tenham de se levantar para terem acesso ao rectângulo de jogo completo!
               Posso, também, não ter reparado mas não vi quando passei pelo esqueleto das colunas nuas e cruas dos sucessivos patamares, os indispensáveis bares onde se pudesse tomar um simples café que fosse.
               Por isso a dúvida: obra de arte ou campo para ver futebol? Ah, Dragão, meu Dragãozinho!


              

               2. "RESERVA ÍNDIA."


               Durante anos e anos, Braga foi considerada a segunda casa do clube lisboeta Sport Lisboa e Benfica e, pelo menos uma vez, os encarnados optaram por jogar no Estádio 28 de Maio por terem o seu campo interditado.
               Para os bracarenses, o clube da cidade dos arcebispos era uma segunda opção, pois a primeira era, para a esmagadora maioria dos adeptos do Sporting Clube de Braga, o clube do regime então vigente.
               Entretanto as coisas mudaram e, hoje, já não me parece que seja assim. Os minhotos têm vindo a afirmar-se com identidade própria na futebol nacional e internacional, disputam de igual para igual as provas em que participam, como se viu na época transacta onde só foram ultrapassados na última jornada da prova, precisamente pela equipa que antes aplaudiam.
               Tendo sentido na pele a ousadia de ter enfrentado o poderio do senhor dominante e todo poderoso, com as estórias dos túneis e dos castigos "à la carte", os arsenalistas abriram os olhos e viram por fim quem são na realidade os seus verdadeiros inimigos.


KLÉBER, vai estar no Olival na próxima época.
'
              3. QUEM NÃO SE SENTE...

"Comunicado da FC Porto - Futebol, SAD

Reunido para analisar a entrevista concedida pelo presidente do CS Marítimo, SAD ao jornal «A Bola», na sua edição de sábado, o Conselho de Administração da FC Porto - Futebol, SAD deliberou o seguinte:

1 - Instaurar de imediato uma acção judicial ao referido dirigente, dada a falsidade e gravidade de algumas das suas declarações;

2 - A acção intentada pela FC Porto - Futebol, SAD não invalida outras, que possam ser levadas a cabo pelas pessoas atingidas, em termos individuais.

Porto, 14 de Fevereiro de 2011

O Conselho de Administração da FC Porto - Futebol, SAD
             

      

FORTES COMO AÇO À FRENTE DO CAMPEONATO!

             Estádio AXA, em Braga:


             SC BRAGA, 0 - FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2
                                                  (OTAMENDI, 2)

             FORTE, personalizada, solidária a EQUIPA do Futebol Clube do Porto venceu merecidamente um jogo que muitos previam e desejavam não conseguisse, consolidando a sua posição de líder destacado do Campeonato, num estádio onde não é qualquer um que o consegue.
             Do início ao fim, os Dragões dominaram completamente as operações não dando qualquer oportunidade ao seu adversário para inverter o curso do jogo, obtendo um triunfo claro e merecido que até podia ter alcançado maior expressão não fosse a classe do seu guarda-redes.

             Coesa e tranquila na defesa,  dominando o jogo no meio campo e com um tridente ofensivo que não dava descanso à defesa minhota a equipa azul-e-branca controlava em todo o relvado,  pressionava no meio campo adversário e mantinha o Braga longe da sua baliza.

              Com o golo ao findar a primeira parte, do intervalo regressou uma equipa ainda mais serena para a segunda parte e logo se percebeu que só um milagre do senhor Bom Jesus ali perto impediria uma vitória dos Dragões. Otamendi, o melhor em campo, já tinha feito e primeiro e repeti a graça na segunda parte marcando o segundo. A partir daí o jogo foi um show de bola, com a fantástica claque portista a manifestar-se em eufóricas canções a celebrar um triunfo importante para a caminhada até ao título.
                                                                AQUECIMENTO

             Otamendi foi a figura pela autoria do resultado e pela magnífica exibição; elejo Fernando, um verdadeiro dique de resistência no meio campo e, na frente, Hulk, claro, naturalmente espectacular e aterrador para qualquer defesa. Os demais, cumpriram com o que deles os portistas esperam e já lhe têm visto fazer, e tanto Varela como Rolando, Sapunaru e Fucile merecem ser destacados. João Messinho e James Rodriguez, sem por em causa a sua entrega e espírito de equipa não terão estado nas suas melhores noites.

        
    Duarte Gomes, o árbitro, adoptou não interferir demasiado no jogo mas nem sempre o terá feito a propósito e com critério igual. No lance em que no Estádio se pediu penalti contra o FCPorto, fiquei com a nítida sensação de que houve, de facto, falta para grande penalidade. Porém, tanto o juiz como o seu auxiliar tinham uma visão limpa do espaço onde o lance se deu e, sendo assim, não entenderam existir infracção punível com penalti. Também na primeira parte me pareceu ter havido mão dentro da área do Braga passível de grande penalidade, mas em função da distância e da aglomeração de jogadores no lance não fiquei com tanta certeza como a descrita atrás contra os Dragões.
                                            Formação desfeita, vão para os seus lugares.

             Ultrapassada que foi esta jornada em que o mundo tinha as atenções concentradas à espera de ver cair o comandante, o nosso estatuto de melhor equipa do campeonato saiu reforçado e, com a moral em alta, vamos justificadamente a Sevilha convictos de poder vir de lá com a esperança de, após a segunda volta, poder continuar em frente na Liga Europa.

                                                  SUPER DRAGÕES SÃO "A NOSSA VOZ" 
  

                                                                 ACABOU!

sábado, fevereiro 12, 2011

CORREIO AZUL (7)

 WALTER. O "Maciço" regressou à equipa.

           A BRAGA, VÃO OS MELHORES.

           Um jogador jamais ganhará algo sozinho. O futebol é um jogo de equipa por excelência onde, regra geral, a força colectiva supera o valor individual do jogador, por mais valioso que seja. Nem Pelé, Maradona, Madjer e outros fenómenos mundiais foram insubstituíveis nas equipas onde pontificaram e, depois deles, nem por isso os clubes, e selecções, onde actuaram deixaram de vencer.
           Em Braga, amanhã não vai estar Falcao e não há um único portista que não desejasse vê-lo integrado no onze inicial. A opção é da equipa técnica e ninguém está melhor credenciado do que ela para decidir.
           A nossa EQUIPA vai lutar para vencer no AXA com um leque de DEZANOVE opções. Não irá jogar desfalcada porque entrará no relvado com ONZE, e com outros elementos do grupo prontos a reforçar o conjunto inicial, se Villas-Boas o entender.
           HELTON e Beto, guarda-redes. SAPUNARU, ROLANDO, OTAMENDI, SERENO, Maicon e Fucile, defesas. Os médios, JOÃO MOUTINHO, FERNANDO, BELUSCHI, Guarin, Mariano, Souza e Rúben Micael. HULK, Walter, VARELA e JAMES RODRIGUEZ, avançados.
           Na bancada, o apoio da OUTRA componente da equipa não faltará. Força, PORTO! NÓS SOMOS A TUA VOZ!




            

             DEPOIS DO ADEUS DO "LEVEZINHO".
      
            Tenho alguma curiosidade por saber como vai reagir o Sporting à saída de Liedson. É que anda no ar um clima de tão grande catastrofismo a propósito dos efeitos maléficos da saída do "Levezinho" da turma do enganado desencantado Paulo Sérgio, que quase nos faz recuar à hecatombe de 1755, quando Lisboa esteve prestes a desaparecer do mapa de Portugal.
            Será que o Sporting Clube de Portugal, a navegar num mar do Cabo das Tormentas, só tinha um um salva-vidas para dobrar o Cabo da Boa Esperança? ah, velho Moniz, como a velhice se pode tornar tão amarga...
           

          





           

        

OS CONVIDADOS DE "A BOLA" QUE FAZEM PRIMEIRAS PÁGINAS.



        Entre os seguidores do Futebol Clube do Porto e da maioria dos amantes do desporto-rei consciente e atenta, todos conhecem a matriz editorial do diário desportivo A BOLA, o facciosismo militante dos seus colaboradores assalariados e o ancestral ódio que vota a Jorge Nuno Pinto da Costa e ao clube que comanda há já perto de três décadas.

        A ninguém terá surpreendido que na edição de hoje, a toda a altura da página (e largura) e com  legenda a condizer, por ver estampada na primeira página essa imitação desfocada do líder político madeirense Alberto João, a "eminente" figura do presidente maritimista Carlos Pereira. A que propósito? O clube madeirense está a atravessar algum momento excepcional, está em vias de enfrentar um jogo decisivo para cumprir determinado objectivo, quer divulgar algum facto ou acontecimento de transcendência significativa para os interesses do seu clube que o jornal da Travessa da Queimada reputasse de grande interesse jornalístico? Nada disso: o periódico alfacinha e folha oficiosa do Sport Lisboa e Benfica exumou o cadáver da, por agora, adiada transferência de Kléber para o Dragão, para oferecer a oportunidade ao dirigente do Marítimo de produzir declarações insidiosas e desprestigiantes para o Presidente do Futebol Clube do Porto.

         Porquê, agora? Com o jogo de amanhã em Braga, o clube do Dragão inicia um ciclo de encontros importantes para as provas em que está envolvido, campeonato nacional e Liga Europeia, nas quais põe toda a sua capacidade e interesse para as vencer. Para sair delas vitorioso carece de um ambiente de concentração máxima que não deve ser perturbado por factores extra desportivos. Apesar da atenção que Villas-Boas e a equipa técnica concedem a estas pressões externas para abalar a confiança do grupo, nem tudo é possível controlar.

         Esta entrevista tem, pois, um timing e um objectivo bem definidos: alimentar a campanha de insinuações e calúnias sobre o baluarte nortenho e nacional Futebol Clube do Porto numa fase que pode ser determinante para a carreira vitoriosa do Dragão, cujo sucesso é imperioso travar para sustentar o regresso do mito do clube da Dona Victória à hegemonia que já teve, no outro Portugal.

http://3.bp.blogspot.com/-Fropapr4Buo/TVaD3Ar2QYI/AAAAAAAAIaE/moEVCYDJOr4/s1600/20110212-oJogo.jpg         PS. Do "Dragão Até à Morte - O Melhor Clube Português" plagiei o vídeo que diz tudo o que é preciso saber sobre CARLOS PEREIRA.
http://3.bp.blogspot.com/--BqThPu-fcY/TVZXtQsjYHI/AAAAAAAAMl0/muz4W-w-B2I/s1600/poyt.jpg

Algumas pessoas nem para papel higiénico servem
e muito menos para guardanapo.

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

À DAVID LUIZ.



http://marcelfutblog.files.wordpress.com/2009/02/benzema_lyon.jpg
 BENZEMA.



ANDERSON HERMANES DE CARVALHO ANDRADE LIMA.



                                "HERMANES"

O mundo inteiro habituou-se a ver na selecção brasileira os maiores futebolistas do planeta e, do Brasil para os melhores clubes europeus, vieram jogar muitos dos seus prodígios. Em Portugal e no Futebol Clube do Porto, passaram ou estão neste momento, alguns deles, como HULK, o melhor marcador da Liga com 19 golos.

Se até alguns anos atrás as escolhas dos responsáveis pela triagem de jogadores para representar a selecção brasileira se regulavam pelas características técnicas e virtuosismo dos eleitos, o paradigma parece ter sido alterado depois de passagem pelo cargo de Filipe Scolari e Dunga, ganhando vantagem os especialistas em patadas e cotoveladas sobre a técnica e arte de dominar a bola.

De Hermanes, não se conhecem os antecedentes para concluir ser superlativamente mais competente no bom trato da bola do que na arte da capoeira para eliminar os adversários. Admito, a favor do ocasional "criminoso", que a acção que almejava abater o companheiro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, BENZEMA,  não radica num temperamento inato mas de qualquer imprevidente tentativa de imitação sugerida pelo "especialista" recentemente chamado à selecção brasileira, saído da afamada escola do clube da Dona Victória...

Hernanes      "HERMANES"

CORREIO AZUL (6)


Portugal Liga ZON Sagres 2010/2011
2011/02/13, 20:15, Braga
Sporting Clube de Braga
Sp. Braga
 vs 
Futebol Clube do Porto
FC Porto



ESTÁDIO
Portugal Estádio Axa
  

              

          1 - PARABÉNS, PARA TI E...PARA NÓS, TAMBÉM, RADAMEL.
           
          Tinha anotado, mas por pouco não esqueci. "El Tigre", o nosso Radamel Falcao dos golos mais gostosos que os biscoitos de Viana do Zé Natário completou, hoje, o seu 25º aniversário. Presumo que na Colômbia, como em Portugal, se cumpra a tradição de felicitar o aniversariante cantando em coro o
          
                              "Parabéns a você
                                Nesta data........"

...vocês sabem.

            Teria muito gosto em me associar à festa que lhe reservaram os seus familiares e amigos, mas, lamentavelmente, do meu ponto de vista claro, não faço parte das amizades próximos do nosso felino e exímio artista do golo o que inviabiliza, de todo, a possibilidade de o felicitar em privado. De todo o modo, tal hipótese poderia vir a ser concretizada domingo, em Braga, quando a camisola 9 saísse do túnel do AXA colada ao tronco do temível ponta de lança dragão. E, no fim do jogo, os numerosos apoiantes do Futebol Clube do Porto que lá vão estar, teriam oportunidade de, em uníssono, "parabennizá-lo pelo aniversário e golos da vitória por ele obtidos.

             Um em dois, e todos festejaremos, felizes.


             2 - SÓ DESILUSÕES.

                  Com a "desnacionalização" de "papai" Liedson, o Sporting nem tem razões para dizer mal do governo por lhe retirar o direito ao abono de família. O "levezinho", farto de ser o responsável por vários anos daquela prestação social atribuída aos leõezinhos, cedeu às razões "reais" do Corinthians, e deixou de se preocupar com o leitinho dos leoninos filhotes.
                  Ao contrário do que deveria ter feito o Ministro da Administração Interna e não fez, o "Ministro" Costinha, desagradado com os efeitos da mostarda que lhe estava a entrar pelo nariz, espirrou onde não devia e, atchim!, rua vai espirrar p'ró cemitério, quer dizer, p'ró ministério.
                  Azar dos azares, entrementes, o euromilhões que o Brás tinha anunciado ir sair ao Sporting quando ele fosse presidente, se tinha gorado em virtude de lhe ter sido negado o crédito bancário de 2 € que tinha solicitado para investir na respectiva aposta.
                  Mas acabaram as desventuras do "velho" Visconde de Alvalade? Isso é que era bom. Não é que Dias Ferreira está a ponderar candidatar-se às próximas eleições para presidir ao clube? É que, sem duvidar minimamente da sua competência eu apostaria, sem a menor hesitação, no mediático Rogério Alves para gerir o processo da falência da SAD sportinguista. Tem muita e mais especializada experiência, como é público e notório.

              3 - O INFATIGÁVEL.

              Tive que puxar a fita atrás e passei pelo Correio Azul (2). Nem queria acreditar! O "tipo" continua a marchar, tão fresco e leve como se só agora tivesse iniciado a caminhada! Puxa, ele há cada maduro!

    
.

     

           

terça-feira, fevereiro 08, 2011

CORREIO AZUL (5)

    
Braga 381
                       SEGUROS, NO AXA.

          Não, não vou aqui falar a respeito do sponsor que patrocina o S.C. Braga, dando o nome ao Estádio e às camisolas. Pretendo, isso sim, dar conhecimento de que a delegação da Casa do Futebol Clube do Porto em Ponte de Lima, através da iniciativa do dinâmico "Farturas", está a aceitar inscrições para encher o autocarro de portistas para a deslocação a Braga, onde, naquele estádio, a nossa equipa vai defrontar e, vencer acreditámos nós, a equipa de Domingos Paciência.
          A partida está prevista para as 18H30 de domingo junto ao café "O Estudante", a inscrição pode ser feita pelo telefone 963592060 até às 12H de amanhã, quarta-feira; Bilhete para o jogo+transporte, por apenas 15€.

          AXA muita participação para ajudar a nossa equipa na dura tarefa de partir a "Pedreira", se não for à marretada que seja com a dinamite da nossa artilharia pesada.
              
          VAMOS GANHAR E MAIS NADA!

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

ITURBE NÃO PASSA SEM "MOLHAR A SOPA"



                             MORI & ITURBE

                         Argentina, 2 - Brasil, 1

     Na Copa do Mundo sub-20, Argentina bateu o Brasil por 2-1.

     JUAN ITURBE, foi decisivo na vitória ao alcançar o golo do triunfo,
na jogada que pode ser seguida no vídeo aqui inserido. Funes Mori, de penalti, fez o primeiro.
Nos três jogos em que já participou nesta prova, o "puto" de 17 anos que já é Dragão e chegará em Junho, tem "molhado a sopa" em todos com golos de patente registada, ao estilo e classe do seu compatriota Messi, o "Pulga", do Barcelona.
 
Contratado pelo Porto, Iturbe já tem o apelido de novo Messi. Foto: Miguel Bustamante/Terra

CORREIO AZUL (4)

          
Jorge Jesus e Gaitán em Setúbal (LUSA/Miguel A. Lopes)

           
           JESUS, BLASFEMO.

           Está a ONZE+5-0 do primeiro lugar mas faz tudo o que pode, agora em comunicação aberta,  para que as "ovelhinhas" não pensem muito nisso. "Somos (clube da Dona Victória) a equipa mais forte a jogar em Portugal". Jesus, "passou-se". Estaria com visões? Ou "toldado" nas suas capacidades mentais por quaisquer excessos cometidos ao jantar. O "moscatel" de  Setúbal, sei lá, ou uma escapadela à garrafeira de Octávio Malvado, ali perto? É que eu, em missão de sacrifício, (o céu não se ganha sem ele) aguentei até ao fim a transmissão do "espectáculo" que a sua equipa exibiu ontem, só para ter a certeza de que a melhor equipa da noite e Cláudio Pittbull iriam perder os três pontos para quem, quase nada, fez por merecê-los.
           Éh, Jorginho, vai cortar mas é o cabelo. Não vás por aí, ou antes vai, vai em frente e verás que em "mind games" ainda terás de mastigar muita pastilha para chegar aos calcanhares do "miúdo".
Porto - Sporting Supertaça Algarve


          RANKING IFFHS - Janeiro de 2011.

          O Futebol Clube do Porto subiu dois lugares no ranking IFFHS do mês de Janeiro, e está agora em 8º, acima do Manchester United, em 9º.
          O clube onde Vale e Azevedo foi ditador e ainda tem seguidores saudosos da sua competente gestão, segue num honroso 48º lugar, à frente dos seus vizinhos pobres de Alvalade, em 50º.
          Marítimo e Vitória de Guimarães também conseguem entrar na lista, o primeiro em 175º e o segundo em 345º.

        
             Somos, apenas, dois milhões. Mas se a quantidade superasse a qualidade, na periferia de Luanda não haveria cinco milhões de famintos, nem Portugal teria chegado ao estado em que se encontra a nossa economia, nem a Suécia, a Finlândia ou a Noruega, para só citar estes, precisaram deles para serem os países que são. 


             CARGA POLICIAL EM SETÚBAL?


             Ao menos, no Porto, quando Rui Pereira manda os tanques, helicópteros e polícia de élite para o Dragão, "todo o mundo" fica a saber. Relatos e transmissões directas na TV dão, ao segundo, tudo que que acontece à volta de uma pedrada que partiu (partiu?) o vidro lateral de um autocarro. Abrem-se, depois, telejornais, fazem-se cachas nos jornais, editoriais, crónicas, debates e, até membros do governo são obrigados a receber em audiência privada os representantes das "vítimas".

             Para que a "instituição" que já foi dirigida por Vale e Azevedo tivesse que emitir um comunicado pedindo esclarecimentos "às autoridades", é porque algo se terá passado em Setúbal no fim do jogo. O quê? Alguém sabe? Houve algum órgão dos media que tivesse referido algum tumulto? Quem atacou quem? Foi algo de tão insignificante que não constituiu notícia de interesse para a comunicação social?

             Pois é, só o que acontece em Portugal é que verdadeiramente convém destacar. Tratando-se de Lisboa e Vale do Tejo...