terça-feira, março 27, 2012

BRAGA, NO LIMITE DA FAMA E DO...PROVEITO.

     
Nuno André Coelho
Nuno André Coelho foi formado no FC Porto.

              A fantástica carreira do Sporting Clube de Braga feita até agora na Liga, é um prémio justíssimo à competência do treinador madeirense Leonardo Jardim e à categoria individual da maioria dos jogadores que formam o seu plantel, alguns dos quais rejeitados dispensados de clubes como o Futebol Clube do Porto e Benfica.

            Afastado das competições internacionais com alguma dose de injustiça, o Sporting de Braga falhou recentemente em Barcelos a possibilidade de disputar a final da Taça de Liga, quando parecia ter o jogo na mão e Jardim entendeu poupar a mais esforços as suas pedras mais influentes no rendimento da equipa: o magnífico Mossoró e o gestor do jogo, o barcelense Hugo Viana.

             Ontem à noite no AXA, os bracarenses venceram uma Académica que pareceu amedrontada por ter de defrontar uma equipa que é já a sensação desta época, por ter vindo a ser a mais regular nas exibições e a que é tida, por alguns, a que exibe o melhor futebol. Os minhotos agradeceram por terem sido eles a impor, desde o início, o ritmo (baixo) de jogo que mais lhes convinha e foram tranquilos para o intervalo a vencer por 2-0, com um golo de execução exemplar de Mossoró e, outro, "à Lima" no fim dos 45+1' do primeiro tempo.

              Pedro Emanuel fez o que devia no balneário porque os academistas encararam o segundo período com muita mais determinação, o que obrigou o Braga a esgotar o depósito para manter a máquina a funcionar sem ir abaixo. Jardim, nem precisou de ir ao bloco para ver que Mossoró já dera o (muito) que tinha a dar, e, porque estava a prever um mar agitado, sobretudo depois do estouro de trinta metros a passar por Quim a 106 k/h (!) e colocar o marcador num perigoso 2-1. Entre os 80' e 85' os arsenalistas estiveram por conta da Senhora do Sameiro, obrigando os antigos habitantes do território índio do Clube da Dona Victória e agora adeptos ferrenhos do "braguinha"  a ver da bancada o jogo de terço na mão, com efeitos milagrosos imediatos no sufoco a que a equipa esteve sujeita e nos caprichos da (des)fortuna que fez a bola rechaçar repetidamente em mil pernas, até na de Quim, e, logo a seguir, esbarrar como um pedra no poste.

              O futebol é uma ciência em que todos sabem muitos e ninguém sabe nada. Como me incluo (justificadamente) naquele número, atrevo-me a sugerir que ao Braga vai escassear fôlego para subir ao topo do mundo (futebolístico) nas "duas ambas" (v.g. Jorge Jesus) jornadas que se seguem. Defrontar o Benfica na Luz, é problemático sob vários pontos de vista. Ali, os encarnados "jogam melhor", dizia o insuspeito treinador anti-bloqueios em comentários recentes sobre o desempenho dos árbitros... Mas, não será só a decisiva pressão vinda das bancadas a condicionar o resultado do jogo, porque a condição física individual e colectiva vão ser fundamentais para determinar o vencedor. E a diferença de qualidade dos "artistas", também. E, aqui, o actual terceiro classificado terá vantagem, porque, tem mais e muito melhor arsenal disponível para refrescar a frente operacional das hostilidades e impor um desgaste que deverá ser fatal às ambições dos minhotos, meus patrícios.

              O duelo final será na Bracara Augusta contra o campeão em titulo onde não deixarão de se sentirem as sequelas da refrega da segunda circular, na zona de Benfica. Ver-se-à como a ela chega o referenciado candidato ao Olimpo e o que sobre a candidatura tem a dizer o atípico e enigmático Dragão da era "victoperina".

               Como não tenho melhor saída para responder às questões acima colocadas, acho melhor e mais cómodo, socorrer-me da frase que João Pinto sabiamente "inventou" para acabar de vez com todas as incertezas: 


- Prognósticos? Só no fim  do jogo"

                  

8 comentários:

  1. Amigo :

    Boa 2ª parte da Académica !


    Abraço

    ResponderEliminar
  2. O Braga esta com toda a justiça em primeiro lugar, teve um mau jogo com o besiktas que o afastou da liga europa, no entanto no campeonato tem uma palavra a dizer ... e ja nas proximas jornadas, na luz e em casa com o campeão ... na minha opinião serão decisivas para a classificação.
    Claro que quero que o PORTO ganhe o campeonato, mas sou realista e gosto de futebol, por isso se o Braga ganhar acho justo.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Companhero, adicionei o teu blog, se quiseres retribuir agradeço

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. P. Ungaro:

    Fiz o mesmo, com todo o gosto.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. o meu blog não aparece na tua listagem ?!?!?!

    ResponderEliminar
  6. A todos os dragões de alma e coração desejo uma feliz Páscoa.
    Elvira Soares

    ResponderEliminar
  7. Como sou modesto a pedir, desejo que o Braga amanhã empate ou ganhe e perca com o F.C.Porto... Mas antes temos de fazer muito pela vida.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. esse desejo vai ser felismente comcretisado na prxima jornada porque nao se pode comtar com o ovo nu cu da galinha comprimentos

      Eliminar