segunda-feira, janeiro 12, 2015

QUERIDA SPORTV.

          Em preito de homenagem ao jogador do FC "Os Belenenses" conhecido por Pepe que faleceu  prematuramente há muitos anos no início da sua prometedora carreira de futebolista, o Futebol Clube do Porto e o Clube de Belém mantêm desde então uma tradição singular que se traduz em cada encontro que disputam os dois clubes com a colocação de uma coroa de flores junto ao monumento àquele atleta no Restelo pela equipa azul e branca a que a equipa da Cruz de Cristo retribui entrando no relvado com a bandeira do FC  do Porto quando o jogo ocorre na cidade Invicta.

           No encontro que decorreu no Dragão no último sábado, a Sportv limitou-se a mostrar a imagem do capitão da equipa de Belém a entregar, no banco de suplentes, a bandeira já dobrada.

           Em protesto contra as arbitragens os Super Dragões não estiveram presente no início do jogo e, com o topo sul deserto, passou no ecran um faxa com uma frase "se roubo de igreja era habitual, agora são roubos de catedral". Com o jogo iniciado e a claque a ouvir-se, a realização ignorou a chegada e escondeu o painel com o desenho de um andor conduzido por árbitros levando em cima o presidente do Benfica e o seu treinador, não exibindo qualquer imagem no decorrer da partida.

           Eu sou assinante da sportv, não sou lisboeta mas sou português, assumidamente portista e suficientemente informado para distinguir o que é a igualdade de direitos e garantias exarados na Constituição que se aplica tanto aos saudosos do cidadão Eusébio da Silva Ferreira como deveria cumprir-se relativamente ao insígne Mestre José Maria de Carvalho Pedroto em igualdade com os seguidores dos dois emblemas que ambos defenderam.

1 comentário:

  1. Bravo, sr. Remigio, assino por baixo!

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar