terça-feira, agosto 02, 2011

AH!AH!AH!...QUERO RIR, ANTES QUE ME ESQUEÇA.

http://3.bp.blogspot.com/_IK6RCryEdYY/THgfkAq8fUI/AAAAAAAAPAg/_vb8hWAS-iQ/s1600/roberto-benfica3_portugal-porreiro.jpg      
            Vou ver se consigo entender: o Benfica, seguindo o avalizado parecer técnico de Jorge Jesus, entendeu investir 8,5M€ (oito MILHÕES e QUINHENTOS MIL euros!!!) num guarda-redes, alto e corpulento, tendo despedido QUIM, então titular da baliza da selecção nacional, por não ter nenhuma daquelas qualidades. Ser um guarda-redes com provas dadas, no clube e na equipa das quinas, eram apenas detalhes para quem tanto sabe de futebol.

            Filipe Vieira (ou o Ruizinho, o Jorge Jesus, quiçá o Jorge Mendes...) soube que em Espanha, no campeoníssimo Saragoça aparecera uma pepita rara, um milagre de achado, um euromilhões potencial, e, veloz no seu jacto Falcon (a águia Victória estava em convalescença) antecipou-se a meio-mundo que para lá se dirigia à cata do fenómeno, e COMPROU (?) o prodígio emanante. Na muche!

            Ainda não se tinha diluído a fumarada do foguetório habitual que a imprensa lisboeta prodigaliza sempre que um esteio aterra no Figo Maduro rumo ao estádio do bairro de benfica, já o Robertinho se empenhava em mostrar na baliza da Luz toda a gama da sua competência na criação de nutridos perús e galináceos afins, fazendo rir até às lágrimas os seus inúmeros apreciadores e as delícias dos humoristas e cartomistas com a fartura de tanta e valiosa produção.

            Mal pôde esperar o Saragoça frustrado pela míngua do negócio que fizera e não perdeu tempo em reverter a seu favor a valorização do diamante que tinha alienado ao preço da uva mijona. E, vai daí, jogando na antecipação típica que caracteriza os nossos parceiros ibéricos, zás! -Aqui estão os míseros 8,5M da vossa promessa de compra que seria suposto pagarem e mais estes 100 mil euritos para as despesas extras das farinhas de engorda dos "penosos" do galinheiro da Luz criados no decorrer de toda a época. 

            Ou o presidente do Benfica é um "gajo" muito esperto ou são os espanhóis burros como portas, e toda a gente sabe que não são. É que, mesmo a um campónio bisonho não deve ser fácil vender gato por lebre, e ainda mais complicado será se esta está já tão "batida" que os caçadores nem precisam de lhe atiçar os cães para lhe dar o tiro fatal. Mas é capaz de haver gente que acredita que existem ainda Midas no futebol, e que o "òrelhas" é mito em carne e osso. Ora notem: Moreira era chumbo, foi descartado e o cofre aliviado; Artur, deixou o do Minho e foi para o Jesus, do Colombo, para preencher a vaga de Roberto, e não cobrou nada pela promessa; o Eduardo, que de titular da selecção portuguesa foi para Itália especializar-se no banco para ser suplente do ex-bracarense e do R. Patrício, assume o estatuto de "emprestado" com o à vontade de um iniciado na carreira; só falta, agora, o Júlio César, passar a ser alternativa à águia quando esta fizer birra e não quiser comer o pedaço de carne do tratador após o voo no Estádio.

             Não sei se há ou não razões para duvidar de que o negócio tenha sido acordado com os valores comunicados à CMVM. Se, de facto, não há factos que confirmem o contrário, não há dúvida de que estamos perante um verdadeiro negócio da China. Da China, disse eu? Talvez o Mantorras, interesse aos asiáticos...

              Falem com o Futre.
     ....................................................................................................................................................      

            PS. Já depois de ter postado este assunto, tive conhecimento do pedido de esclarecimento solicitado ao SL Benfica, pela CMVM. Do organismo fiscalizador das sociedades cotadas em bolsa é fiável o que vier a ser divulgado sobre a veracidade dos valores envolvidos no negócio e o cumprimento das normas exigidas. Quanto à imprensa portuguesa, ou vou esperar sentado. Vão fazer tanto por esclarecer este caso como o fará o Canal Benfica TV.

CMVM pediu esclarecimentos urgentes ao Benfica

O clube da Luz anunciou a cedência dos direitos por 8,6 milhões de euros, na terça-feira.

Por Redacção com Paula Gonçalves Martins/Agência Financeira2011-08-02 20:44h

A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários pretende que o Benfica apresente informações mais detalhadas sobre a transferência de Roberto para o Saragoça. O clube da Luz anunciou a cedência dos direitos por 8,6 milhões de euros, na terça-feira.

Saragoça garante: não foi o clube a comprar Roberto

Fonte da CMVM confirmou ao Maisfutebol que o organismo solicitou «esclarecimentos adicionais» sobre o tema, com «carácter urgente». Recorde-se que, ao final da tarde, o Saragoça emitiu um comunicado a revelar a participação de um fundo de investimento no processo, garantindo não ter despendido qualquer verba para recrutar o guarda-redes espanhol.

Liga espanhola afasta-se do Saragoça devido a Roberto

«A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, vem confirmar que chegou a acordo com o Real Zaragoza SAD para a transferência, a título definitivo, do atleta Roberto Jimenez Gago. A transferência do referido atleta, bem como da totalidade dos direitos económicos, foi concluída pelo valor de 8.600.000 (oito milhões e seiscentos mil) euros», anunciou o Benfica, na segunda-feira.

3 comentários:

  1. sr Remigio preocupese com fcp e deixe o Glorioso em paz. abraço

    ResponderEliminar
  2. anónimo das 20:30

    Eu deixo, quando estiver morto...

    Enquanto for vivo...

    Fique...em paz.

    ResponderEliminar
  3. É o chamado negócio da China e passa a substituir a célebre frase: "Desde que vi um porco a andar de bicicltea, já acredito em tudo". Agora é :"Desde que vi Vieira vender o Roberto por 8,6 milhões, já acredito em tudo".
    Abraço

    ResponderEliminar