quarta-feira, abril 27, 2011

DE FATO SE FAZ UM FACTO.



                O nosso André é um craque, em tudo. Seja no laboratório do Olival de bata branca e luvas de investigador, no Dragão de fato-macaco marca "CINCAZERO" (passe a publicidade) ou fraque dos momentos solenes das recepções em praxes convencionais , em Coimbra em equipamento de mergulhador, em Viena de esquimó vestido, à luz da Lua romântica e do champanhe a brotar da relva em repuchos refrescantes nos oásis  além-Mondego ou nas CONFERÊNCIAS de imprensa com ou sem barba, t-shirt e pose dandy, com a informalidade que lhe advém da consciência da sua capacidade e domínio da profissão que exerce, André Villas-Boas é, já, no dealbar da idade da maturidade, um verdadeiro"SIR".
                As antevisões que faz perante a comunicação social na véspera dos jogos que o Futebol Clube do Porto tem a cumprir, não têm neste momento em Portugal nada que a elas se possa assemelhar, não sendo mesmo nada fácil encontrar alguém que, até hoje, as conseguisse com o mesmo brilhantismo.

                As suas respostas prontas e concisas às questões que lhe vão sendo postas, sempre emitidas num tom natural próprio a denotar a sua ascendência senhorial britânica, relevam os seus dotes e capacidades ímpares para a função em elevado grau, sendo já inquestionável que merece ser considerado um dos melhores técnicos mundiais da actualidade, conforme lhe é reconhecido pelas mais conceituadas personalidades da ciência do desporto.

                De fato de trabalho ou a trajar como um senhor, Villas-Boas é o maior. De facto, arrasa toda e qualquer concorrência. A perder de vista.

4 comentários:

  1. Subscrevo com prazer tudo o que escreveu, e se me permite, acrescento o nome de Jorge Nuno Lima Pinto da Costa, como o feliz e predestinado descobridor desse e de outros talentos.

    ResponderEliminar
  2. Caro Remígio
    Como sabe, não fui "adepto" da escolha de AVB pª treinar o N/FCP... por isso estou mais que à vontade para o louvar e tal como MST-em relação ao JMoutinho - penitencio-me e,como não sou de modas, darei três "mortais" p'rá frente,farei 100 flexões de braços e rematarei a coisa com uma" prova de sede",tipo Comandos (dos velhos tempos)....Parabéns pois, à categoria do AVB,ao seu cavalheirismo e saber estar,à humildade que revela e à maturidade (impensável) num gaiato desta idade.Já agora, que ele não faça as"figuras" que um tal de "special one" tem protagonizado por onde passa...como ainda hoje no decorrer do RMadrid X FCBarcelona e na confª de Imprensa antes do jogo.A bom entendedor...
    Uma palavra de apreço aos nossos Juniores - CAMPEÕES...Se continuarmos de cabecinha fresca e no lugar, este poderá ser- EFECTIVAMENTE - um ano sem paralelo na História do CLUBE.Aguardemos com FÉ!
    Para amanhã é como vem no site do N/FCP : torpedo(s) AZUL e BRANCO ! Submarino ao fundo! FOGO À PEÇA!
    Resto de noite feliz e uma tarde de sonho ,amanhã,pelas 20.
    Abraço amigo
    João Carreira

    ResponderEliminar
  3. O André é um senhor!
    Atenção aos mortais À frente e à prova de sede que eu sei o que isso custa...
    Voltando ao André, espero, ia dizer, tenho a certeza, que já tem o Villarreal muito bem estudado e sabe que eles são fortes. Por isso não vamos encarar o jogo com subranceria nem com favoritismos teóricos. Será um jogo equilibrado e para ser discutido até ao último segundo da segunda-mão.

    Um abraço e gritarei até que a voz me doa

    ResponderEliminar
  4. Bom dia,

    O confronto entre FC Porto e Villarreal trata-se mesmo de uma final antecipada.
    Tratam-se das duas melhores equipas em competição e que melhor futebol praticam.

    O Villarreal tem feito um excelente campeonato, numa liga tão competitiva como é a espanhola, e não fosse a cabeça dos jogadores estar virada para a Liga Europa, estariam mais acima na tabela classificativa.
    Tem no seu plantel jogadores de grande qualidade, tais como os internacionais espanhóis Capdevilla, Marchena, Santi Cazorla (cuidado com este médio), Borja Valero e Senna. No ataque contam com os letais Nilmar e Rossi.

    Esta equipa espanhola tem fragilidades defensivas, e o FC Porto tem de fazer um jogo de grande entrega e humildade, e se estiver ao seu melhor nível vai com certeza vencer, pois apesar da qualidade do adversário somos colectivamente e em alguns sectores individualmente mais fortes.

    É fundamental não sofrer golos. Mais vale uma vitória por 1-0 que uma por 2-1, apesar de termos a capacidade de marcarmos no reduto espanhol na segunda-mão.

    Logo espera-se assim uma grande noite europeia, e que o FC Porto consiga um resultado que lhe permita fazer uma viagem tranquila a Espanha para a 2ª. mão.

    O apoio em massa dos adeptos vai ser essencial, e também a sua paciência. Hoje não vamos ter ópera. Vai ter de efectuar um jogo inteligente, muitas vezes mais de controlo e não de ataque desmesurado.

    Espero que a arbitragem seja isenta, e que não nos queiram prejudicar, para que não hajam 2 equipas portuguesas na final. Bem sabemos que Platini e os seus pares, são mestres nestes "feitos" ... basta-nos recordar da forma escandalosa como o Chelsea foi roubado diante do Barcelona há umas épocas atrás, só para se evitar final inglesa.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar