quinta-feira, abril 10, 2014

SALVARAM-SE OS OSSOS!

Sevilla - FC Porto. HOJE, 20h05. Quem segue em frente na Liga Europa?

50€ Grátis >http://bitly.com/bet365oferta50

Liga Europa
4ºs Final - 2ª Mão
Estádio Ramon Sanchés Pizuán, Sevilha
2014.04.10             

                                        Sevilha, 4 - FC PORTO, 1
                                               (Ao intervalo: 3-0)

                     Era inimaginável que o Sevilha estivesse a ganhar por 3-0 aos 29' da primeira parte! Impensável era também que o FC Porto pudesse ter realizado  aqueles trinta minutos iniciais. Analisando o que na realidade aconteceu, o Sevilha segue em frente na Liga Europa com mérito total e o FC Porto fica fora dela com a amargura de não ter feito o que estava ao seu alcance fazer para passar às meias-finais.

                   O desnorte de alguns  jogadores foi chocante. Danilo, Reyes, até Mangala e, abaixo de zero, Alex Sandro,  davam indícios de nem saber onde estavam. Defour, Carlos Eduardo e Herrera, trabalhavam cada um por si. Varela, podia ter ficado no balneário que ninguém teria dado pela falta dele. Quaresma, dava à chave mas o motor não arrancava. Ghilás, nem a bola cheirou.

                  Meia hora de pavor, de onze jogadores petrificados!

                  Provavelmente só alguns adeptos esperariam ver um golo na baliza de Beto antes do regresso aos balneários. Só mesmo por mero acaso. Quaresma, perdeu o jeito de marcar livres e gorou-se o remate no livre num canto que deu em nada, como todos os muitos que o Porto viria a marcar em todo o jogo.

                 Com o Sevilha reduzido a dez por expulsão de Koke a partir aos 54' e com a entrada de Ricardo e Quintero logo no reinício, o FC Porto instalou-se no meio campo dos andaluzes. Muitas vezes a bola entrou na área, outras tantas resultaram em nada. E, pensava eu, um golo, a merda de um remate de jeito, mesmo que desviado por um defesa num corte desastrado, de que forma e feitio fosse, tudo poderia mudar. Não aconteceu, nada mudou e o Sevilha aumentou para um 4-0 humilhante.

                 Que me importa que Quaresma tivesse deixado a sua marca em Sanchés Pizuán, com um golo fantástico, aos 90+2'? Um rebuçado para acabar com o choro de crianças.

                  A minha lista negra: Alex Sandro, Varela, Reyes, Ghilás, Danilo, e os quadrilheiros italianos capitaneados por Gianluca Rocchi.

                  Não posso deixar de concluir desta forma: um outro FC Porto teria passado sem grande dificuldade este Sevilha. 

                  Por que não o conseguimos? Que o digam os jogadores e, obviamente, Luís Castro.


                 Golos: 1-0, aos 5', por Rakitic, na conversão de pontapé de grande penalidade cuja falta é da responsabilidade da equipa de arbitragem. 2-0, aos 27', por VVictor; 3-0, aos 29' por Baca; aos 79', Gameiro fechou a goleada.




                  Alinharam pelo FC Porto: Fabiano, Danilo, Reyes, Mangala (cap) e Alex Sandro; Carlos Eduardo, Défour e Herrera; Varela, Ghilás e Quaresma. Quintero e Ricardo, entraram no início da segunda parte em substituição de Varela e Carlos Eduardo; Kélvin entrou na formação portista aos 64', por troca com Danilo.

                  Salvou-se o canastro. Apenas os ossos. Pode ser que o esqueleto possa ainda meter medo a alguém...

              

                

3 comentários:

  1. Remígio, aos 3 x 0, com 30 minutos, pensei comigo:
    -porra, vamos levar 7 igual aos benfas em vigo???

    ResponderEliminar
  2. acabou o porto da europa

    ResponderEliminar