domingo, outubro 07, 2012

DRAGÕES TAMBÉM VENCEM OCEANOS.

           

"TACONAZO" de JACKSON MÁRTINEZ, vai ficar na História.

  Primeira Liga

              Estádio do Dragão
              2012.10.07

                    FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 2 - Sporting CP, 0

             GOLOS: 9', Jackson Martinez. Num lançamento perfeito de Danilo, JACKSON MARTINEZ entra pelo centro da área acossado de perto por um adversário, domina com a coxa e, de costas para a baliza, de calcanhar, bate R. Patrício sem apelo nem agravo. Uma "cena" digna de ser encaixilhada e exposta no futuro museu do FC Porto, ainda que seja sacrilégio se ficar ao lado da de Madjer, em Viena.

Aos 83', por JÁMES RODRIGUEZ, na conversão de uma grande penalidade por carga de Belarouz sobre Jackson Martinez dentro da área, quando este se aprestava para por emendar um remate de cabeça de MANGALA, à trave.
              LUCHO GONZÁLEZ falhou, aos aos 55' um penalti por mão dentro da área de um defesa sportinguista, rematando forte mas ao poste.

             Era previsível que o Sporting, dada a turbulência crónica de que vem padecendo de há anos a esta parte e se agravou ainda mais nestes últimos dias, viesse ao Dragão com o objectivo de obter um resultado moralizador. Para alcançar esse propósito, sujeitou-se à humilhante derrota na Hungria contra o modesto Vieton poupando (!) meia equipa a contar com o desgaste do FC Porto contra o Paris SG. A "brincadeira", porém, custou-lhe o lugar e já foi Oceano quem escolheu as "vítimas" que iriam vestir a pele do faminto leão.

            Ao contrário do que seria prudente esperar face à imprevisibilidade do comportamento leonino, o jogo foi um um regalo de ver com o Futebol Clube do Porto de gala desde o início até à lesão de Maicon. Deu, até, para o momento mágico protagonizado pelo Jackson Martinez, que respondeu ao genial passe de Danilo com a criação soberba do lance que abriu o marcador,a requerer registo de patente para garantir direitos futuros de autor. Nem me atrevo a descrevê-lo, porque, lances assim, só mesmo vistos!

           Estranhamente, depois da entrada de MANGALA, o FC Porto não perdeu o domínio do jogo mas permitiu a divisão do esférico e facilitou o equilíbrio da posse de bola. Apesar de o sporting nunca ter ameaçado seriamente Helton, com excepção de um remate de livre directo em situação crítica por ser perto da área mas que resultou de falta inexistente e o nosso guarda-redes foi obrigado a "voar" até ao canto superior da sua baliza para evitar o empate, OTAMENDI, com a colaboração de MANGALA, DANILO e ALEX, bastava para suster as (más) intenções leoninas.

FC Porto vence clássico no Dragão e recupera liderança

          Como acima refiro o Porto nunca passou por verdadeiro perigo. Porém, dado o ímpeto com que os jogadores de Oceano se faziam aos lances e a imprevisibilidade das decisões do árbitro, não estava afastada a possibilidade de acontecer um lance onde pudesse surgir o empate. O Futebol Clube do Porto, a espaços, fazia coisas interessantes e conseguia chegar com perigo até à baliza de Rui Patrício, mas o golo da tranquilidade não aparecia. LUCHO, que não tinha sido até ali tão influente quanto tem sido noutros jogos, não converteu uma grande penalidade, rematando ao poste. Quando vi que era ele a apontar fiquei logo com  a impressão de que não seria a melhor opção...

           ATSU entrou a substituir VARELA e a partida agitou-se. O ataque passou a ser mais vivo e intenso e a defesa calimera passou a estar ainda mais atarantada, até porque, na direita, Jámes, com Danilo e Moutinho, criavam auto-estradas para acelerar o jogo, e, as entradas de MANGALA ajudavam JACKSON a escurecer o ambiente na área forasteira, com a sombra de tantos jogadores dentro dela. Foi, na sequência de uma bola rematada à trave de cabeça pelo substituto de Maicon que, Bellarouz, puxou MARTINEZ para trás, derrubando-o, tendo o árbitro apontado para a marca de penalti, cuja transformação coube da JÁMES RODRIGUEZ, fazendo este o resultado com um  pontapé forte e colocado junto ao poste para onde Lucho tinha rematado no lance perdido.


           Ninguém de boa saúde mental se atreverá a equacionar a justiça da vitória dos bi-campeões nacionais que lhes permite continuar na liderança da prova. Para além da forma como se entregaram ao jogo, os sportinguistas nunca mostraram argumentos capazes de sair do Estádio Mais Belo da Europa com outro resultado que não a derrota. A estatística do jogo é elucidativa, apesar de isso não ser garantia da qualidade do futebol produzido pelos conjuntos em confronto.



           Individualmente, JACKSON MÁRTINEZ merece ser considerando o MELHOR: PELO GOLO FABULOSO e por ter estado no penalti donde resultou o segundo. Foi muito influente no resultado e fez uma exibição global bastante positiva. Porém, OTAMENDI, terá sido o que melhor actuou, por ter sido muito seguro, interventivo e valente terá conseguido um dos melhores jogos que já lhe vi fazer. 

           Sobre JACKSON disse Vítor Pereira que não ficou surpreendido pelo golo obtido pelo colombiano porque faz coisas assim durante a semana. Seria fantástico que as fizesse muitas vezes nos jogos "a doer". Só desejo que seja sempre tão feliz como ontem à noite, porque, se o tentar e não o conseguir em partidas cruciais, não sei se será perdoado...

          Uma palavra de destaque para MOUTINHO e FERNANDO e também para VARELA na maior parte do tempo que esteve em campo. MANGALA e DÉFOUR estiveram bem.

          O ELIAS FALOU de Jorge Sousa para criticar a sua nomeação sendo da área do Porto. Até parece que em Alvalade o FC PORTO NUNCA jogou com árbitros de Lisboa ou de Setúbal que, por o efeito, é praticamente o mesmo, tendo sempre saído de lá ROUBADO descarada e impunemente. Por outro lado, desculpa-se o seu desconhecimento da carreira deste árbitro pois está em Portugal há pouco tempo e veio do campeonato espanhol onde Jorge de Sousa não teria lugar nem como "bandeirinha". Neste jogo, jorge de sousa, tem a virtude de ter sido igual a ele próprio quando arbitra jogos onde entra o FC Porto, onde, claramente, quer demonstrar, num sinal de fraqueza, que não arbitra para favorecer o Clube da sua região, numa atitude pré-concebida que só nos tem trazido malefícios.

           Mas, oh! amigo, Elias: ONZE AMARELOS e um VERMELHO À TUA EQUIPA numa só partida há-de querer, forçosamente, significar alguma coisa, né?

           Pela amostra das declarações de ontem dos principais responsáveis leoninos e previsível o alarido que vai fazer-se nos próximos tempos sobre as suspeições orquestradas contra as arbitragens pelos sportinguistas, habituados como estão ao papel de "calimeros" e não se vê forma de dele se livrarem nos tempos mais próximos. Nem podia ser de outra forma, caso contrário, até a identidade acabariam por perder...

           

          

         

           

          




3 comentários:

  1. Boas ,

    Antes de mais 3 pontos.

    Depois de o grande jogo de 4ª feira o Porto entrou muito bem pressionando e dominando os primeiros 20 minutos. Depois do golo o Porto baixou as linhas, no meu entender sem sentido, os passes começaram a falhar, a pressão deixou de existir, e é aí que temos que melhorar. Não pode acontecer, somos superiores, independentemente do cansaço que pode existir, temos que como disse VP depois do Rio Ave continuar a procurar o 2º golo.
    Relativamente as queixas dos calimeros, comecei a ficar preocupado quando o arbitro começou a distribuir cartões aos jogadores do Porto logo no inicio do jogo o que penso que tambem nos limitou ... os penaltis são claros, a expulsão ja deia ter sido mais cedo, por isso os calimeros continuam a chorar ... e se não se põem finos ainda vão lutar para não descer de divisão.
    O golo do "Action" Jackson ... fabuloso !!!! e penso que com mais meia duzia de jogos vai melhorar ainda mais ... temos ponta de lança.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Bom dia,

    Ontem tivemos uma entrada forte na partida e obtivemos a vantagem. Depois dominamos e controlamos o jogo.
    Na segunda parte voltamos a entrar fortes, e foi com naturalidade que obtivemos o segundo golo.

    Pena foi que Jorge Sousa tenha efectuado uma má arbitragem. Muitos amarelos, dois penaltis duvidosos a nosso favor, sempre a quebrar o ritmo de jogo etc.

    O dérbi merecia um melhor árbitro, que não fosse na manhosice do jogador típico do nosso campeonato que se atira ao tapete mal sente o calor humano.

    O Sporting pode observar que existiram penaltis duvidosos, mas sem qualquer influência no resultado.

    O Sporting não criou uma única oportunidade de golo.
    Sinceramente esperava um Leão mais bravo, a querer mostrar valor.

    Mas foi um Sporting amorfo.

    Ao FC Porto aponto novamente o erro de depois da vantagem cair no marasmo e não resolver logo a contenda.

    Quanto aos jogadores, estiveram bem colectivamente, com Jackson a apontar mais um golo de belo efeito.
    James cada vez mais cimenta a sua posição no plantel, Varela está em boa forma e Moutinho é aquela máquina, sempre com o eucalipto Fernando a secar tudo à sua volta e Lucho a comandar.

    Danilo e Alex Sandro muito bem no papel de laterais, a saber temporizar o seu jogo ofensivo e defensivo.

    Excelente ambiente nas bancadas. A família azul e branca está com a equipa.
    Estamos em evolução e isso distingue-nos dos adversários que já estão espremidos.

    Abraço e boa semana

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Amigo :


    O golo do JACKSON pertence a todos aqueles que gostam
    e sabem ver futebol !

    O resto ...


    Abraço

    ResponderEliminar