sábado, setembro 22, 2012

JAMES RODRIGUEZ MERECE UM PALÁCIO À BEIRA-MAR.

       


      Liga Zon Sagres

               Estádio do Dragão, 2012.09.22

          FUTEBOL CLUBE DO PORTO, 4 - SC Beira-Mar, 0

              GOLOS: 31,40', Jackson, Varela, aos 37', Jámes Rodriguez, aos 46' e Maicon, aos 71

              O Futebol Clube do Porto, obteve esta noite no Dragão contra o Beira-Mar, uma vitória clara e justa, perante um adversário bem organizado mas sem argumentos bastantes para causar danos ao bi-campeão nacional.

              Aos 6' já o FC Porto tinha criado três boas hipóteses para abrir o marcador, mas, foi o Beira-Mar com um meio campo mais saturado de jogadores que uma carruagem do metro em horas de ponta que mandou no jogo até ao primeiro golo da noite obrigando os Dragões a manter a vigilância defensiva apertada, não fossem os aveirenses surpreenderem numa jogada bem sucedida Maicon & Cª..

             Depois do golo espectacular de Jackson Martinez (!) o FC Porto estabilizou o seu futebol e nunca mais o Beira-Mar foi o mesmo dos primeiros trinta minutos. Com Maicon imperial e Jámes Rodriguez a "dar ordens" no ataque, Défour e Moutinho já a servir melhor Varela e este a entender-se a preceito com Atsu foram criando espaços para a movimentação de Jackson que obrigavam a defesa forasteira a vacilar. Foi com naturalidade que surgiu o 2-0 e a convicção de que o vencedor estaria encontrado, mais golo menos golo.

           Abriu a segunda parte com o 3-0 do pé direito de Jámes que corou o homem do jogo e a oportunidade de Castro e, mais tarde Iturbe, subirem ao palco e tentarem o show que os espectadores desejavam. Mas quem acabaria por colher os doces dos aveirenses foi MAICON e nunca eles foram tão bem merecidos.

           Foi um espectáculo com bons momentos, umas vezes algo lento pelo menos na aparência outras vezes mais rápido notando-se na parte dos jogadores vontade de assumir o jogo sem muito desgaste e riscos na disputa dos lances.

          Helton, com pouco trabalho mas atento, Danilo e Alex a trabalhar para a fama, Mangala com vontade de por as contas em dia, Moutinho poupadinho mas certinho, Défour em alta. Varela o costume aceitável. 
Jackson Martinez teve o seu justo momento de glória no golo espectacular que deixou Rego pregado ao chão, depois de dominar a bola de costa para a baliza rematando "em bicicleta". Belo. Já tinha tentado o mesmo noutro jogo mas saiu fiasco. Há horas felizes e eu, como portista, desejo que tenha muitas.

           Maicon, tornou-se o "pai" da equipa. Manda, que se farta. 


           Mas Jámes Rodriguez, inventa os lances que os defesas não descodificam. É magistral, o miúdo.

           O árbitro não mostrou intenção de querer entrar no jogo. Isso é o que, pelo menos, todos deveriam fazer.

           Aos poucos, Vítor Pereira, vai-se afirmando. Tal como a equipa.


             

3 comentários:

  1. Amigo :

    Jogo com alguns bons momentos !


    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Concordo em absoluto com a sua última frase. O nosso treinador vai demonstrando a cada conferência de imprensa que passa, a razão da sua escolha e a visão de quem viu nele o substituto ao “libras-boas”.

    ResponderEliminar
  3. Vitória justa e tranquila frente a um Beira-Mar que saiu de cena após o 1º golo. Depois, sem forçar, deu para tudo até para rodar os menos utilizados.

    Abraço

    ResponderEliminar