quarta-feira, janeiro 04, 2012

VALTER, O MACIÇO, E OUTRAS "GORDURAS" EXCEDENTES.

http://4.bp.blogspot.com/_DiEK4C0Jnhg/TEFCzwRR1DI/AAAAAAAADAA/vFRW6uJN9d0/s1600/1paginaGrande.gif
   

         Do que menos gostava no Valter era a alcunha. Achava que chamar "Bigorna" ao simpático brasileiro era excessivo e inadequado a um jogador de futebol e que para além disso lhe conferia uma conotação de dureza competitiva que, durante o escasso tempo em que permaneceu entre nós esteve longe de justificar e merecer. Por via disso tentei, sempre que aqui a ele me referia ou nos comentários que ia fazendo pelos blogues amigos, popularizá-lo como "Maciço" atendendo à sua envergadura física compacta e bem nutrida. 


       O Valter tem qualidades inatas para vir a ser um verdadeiro craque na arte de bem jogar futebol. Disse-o quando o vi jogar pela primeira vez e mantenho-o agora. Não logrou "pegar de estaca" no ataque do FC Porto, mas também não haveria muitos que fossem capazes de destronar Falcao, e, mais tarde Kléber, mais rotinado e com diferentes características. Porém, a sua juventude conferia-lhe margem de tempo suficiente para, quisesse e pudesse ele, vir a ganhar a titularidade. 


        O anunciado regresso ao Brasil pode vir a ser benéfico para o seu futuro. Poderá superar melhor os problemas familiares que se lhe terão deparado no Porto e não ajudaram à sua integração plena, e, caso venha a jogar mais tempo e se mantiver a ambição de vencer, não tenho dúvidas de que vai regressar para se impor definitivamente como grande estrela de futebol.

        Até já, "Maciço/Bigorna". Tenha a certeza de que me não vais desiludir.


        
          O jogo do próximo sábado em Alvalade é para ganhar. Nunca o Futebol Clube do Porto teve vida fácil naquele (ou anterior) estádio, quase sempre mais pela pressão nefasta que ali se faz sobre as equipas de arbitragem do que propriamente pela dificuldade em vencer o Sporting. Invariavelmente, ao longo de muitas épocas sempre saímos de Alvalade com fortes motivos de queixa dos árbitros e, muitas vezes, temos sidos forçados a terminar as partidas em inferioridade numérica. Apesar disso, não são raros os bons resultados ali alcançados, vencendo ou empatando.


        Se no futebol a imprevisibilidade não contasse o Futebol Clube do Porto vencerá o jogo porque é melhor equipa e está servida de melhores jogadores. Tem mais experiência e está mais consolidada e estruturada do que a equipa de Domingos. Há, porém, factores relevantes a favor do Sporting que Vítor Pereira deverá ter em atenção: as entradas frenéticas nos jogos, as disputas dos seus jogadores pela bola e a agressividade com que o fazem e, ainda, as marcações por todo o campo para impedir a outra equipa de construir as suas jogadas estudadas. É bom, também, não deixar o Sporting adiantar-se no marcador. E dar atenção especial a Elias, João Pereira e Carrilho e, obviamente, a Wolfwinkel, o qual tem muita vontade de se impor e qualidade para o desempenho do lugar.




         Javi Garcia, ou Xaviboi, como li no blogue Porta 19, é jogador de futebol porque joga no Benfica de Lisboa. Em Inglaterra, na Alemanha, na Itália, no seu país, ou noutro lugar onde a lei se cumpre e é igual para todos, este espanhol era denunciado como um perigo público e irradiado pura e simplesmente da actividade desportiva. Mas com jornais do nível dos que se publicam na corte alfacinha e com TVs a dar conferências sucessivas sobre a constipação de um tal Eusébio que foi ás em meados do século passado e a preencher noticiários diários com campanhas a tentar distorcer leis sobre imigrantes ilegais como se o Canadá fosse Portugal, não temos mais do que aceitar o nosso destino e viver com esta triste realidade aqui, "neste cantinho à beira mar plantado".


       

       

3 comentários:

  1. Meu caro :

    ..."Até já, "Maciço/Bigorna"... até já Valter !

    ResponderEliminar
  2. Estou de acordo com tudo o que escreveu,e acrescento que o Javi Garcia, qual Rambo, em Portugal ainda tem muitas barreiras para derrubar! Viva a verdade desportiva do clube do regime!
    cumprimentos
    manuel moutinho

    ResponderEliminar
  3. Lá se foi o maciço... Javi, vou mais para touro enraivecido, tal a forma como ele marra contra os adversários.

    Abraço

    ResponderEliminar