sexta-feira, dezembro 16, 2016

A UM PONTO DO PONTO DE ENCONTRO.


 ( O Jogo online)

I Liga
15º Jornada (Jogo antecipado)
Estádio do Dragão, Porto
Hora: 20:30 . sporttv1
Tempo: chuva
Assistentes: superior a 22 000

                

                        FC  do PORTO, 2 - SC Maritimo, 1
                                                 (ao intervalo: 1-0)

FCP:  Iker Casillas, Maxi Pereira, Felipe, Iván Marcano (C), Alex Telles, Danilo Pereira, Óliver Torres, aos 84' Rúben Neves, Jesùs Corona, aos 84' João Carlos Teixeira, Yassine Brahimi, aos 73' Héctor Herrera, André Silva e Diogo J.
Equipamento: oficial tradicional

Treinador: Nuno Espírito Santo

Árbitro: Bruno Esteves (Lisboa)

GOLOS: AOS 45' por Yasine Brahimi em remate a entrar entre o poste e Gotard, a aproveitar o ressalto de um remate de Diogo J que bateu num adversário, em luta de corpo com um defesa do Marítimo junto à linha de fundo; 2-0 aos 67´por André Silva numa assistência de Yasine Brahimi, a bater a bola forte e seco para o lado direito do guarda redes insular. O golo do Marítimo foi obtido por Dyoussé aos 85´que ganhou a bola a Felipe e rematou forte e colocado de nada valendo o voo de Iker.

                Não tive oportunidade de ver o jogo na tv em tempo real, porém, dos comentários e imagens  que ouvi e vi no Porto Canal sobre a análise do encontro e de uma passagem pelas folhas de "O JOGO", julgo poder extrair as seguintes afirmações:

               - O Futebol Clube do Porto atingiu um nível de exibição global na linha das últimas atuações, mais evidente no primeiro período;

               - Nunca permitiu ao Marítimo alguma ascendência na partida, o qual foi quase inofensivo no ataque com apenas um remate não enquadrado com a baliza no primeiro tempo e mais três na segunda tendo chegado ao golo no único pontapé em que a bola poderia entrar. Iker Casillas não fez qualquer defesa em todo o tempo do encontro.

               - Yassine Brahimi mereceu especial destaque pela excelente jogada que protagonizou e pelo golo conseguido num difícil remate em ângulo muito apertado, bem como pela assistência para André Silva concretizar e atingir a dezena de golo e igualar a melhor marca da I Liga.

               - João Carlos Teixeira, suplente utilizado entrou e agradou

               - Bruno Esteves, da AF de Lisboa e o auxiliar da bancada ocidental, cometeram dois erros graves contra o Futebol Clube do Porto: aos 11' e o marcador em branco Maxi Pereira foi rasteirado com um pisão do defesa do Marítimo dentro da área numa situação de concluir com  sucesso um jogada de golo. Bruno Esteves, sem impedimento visual de qualquer espécie, vê a irregularidade mas não quis assinalar uma grande penalidade a favor do FC  do Porto que elevou a conta dos erros grosseiros nestes lances para TREZE nos jogos até agora realizados. O auxiliar referido, anulou por fora de jogo a Maxi Pereira quando ele se isolava dentro da área a caminho da baliza num  lance em que as imagens mostram, sem equívoco possível, a legalidade da posição do defesa portista no início da jogada.

              - O Dragão está a chegar ao topo do poço onde o quiseram abafar e apresta-se para chegar ao ponto de encontro com a liderança. Há um ponto para recuperar, por agora, porque para somar pontos só vencendo se consegue...Certos, certos, mesmo que somados por antecipação, são os que o FC do Porto adquiriu que já jogou e venceu.

                INSÓLITO: O clube da Dona Victória irá completar na próxima jornada do campeonato de primeira Liga, QUATRO partidas contra equipas que mudaram de treinador antes. Mala suerte, ombre, diria Jesús! 

2 comentários:

  1. Uma e moralizadora boa vitória. Mesmo com mais do mesmo, com mais penaltis roubados.
    Mais: Costuma-se dizer que com mau tempo não há palhaços, pois que se constipam, mas estes árbitros pró sistema são palhaços de fraca figura, a todo o tempo, sem ofensa aos verdadeiros palhaços.
    Tanta roubalheira e sem tomadas de posição oficiais, já é abuso demasiado.
    Armando Pinto

    ResponderEliminar
  2. Amigo :

    ... Não havia necessidade !


    Abraço

    ResponderEliminar